O que esperar do CrossFit Open de 2018?

O que esperar do CrossFit Open de 2018?

O Open está logo aí...inscrições começam dia 12 de Janeiro de 2018! Mas o que podemos esperar do Open do ano que vem? Algum PR? Alguma coisa nova ou mais do mesmo?

A primeira coisa que devemos saber é que o Open é o “campeonato” mais inclusivo da CrossFit. Todos podem se inscrever pagando uma taxa de 20 dólares (10 dólares para brasileiros até o ano passado, pelo menos). Para aqueles que ainda não dominam todos os movimentos, existe também a versão scale, onde praticamente qualquer um pode fazer. Exatamente por ter um caráter mais inclusivo, não espere grandes estripulias dos WODs. Eu tenho apenas 3 anos de CF e participei do Open nos últimos dois anos fazendo todos os WODs no Rx. Claro que fiquei longe de qualquer classificação...mas pude ir lá e me testar, me levar ao limite, analisar o meu condicionamento, e me divertir acima de tudo.

O que é certeza?

Em todos os anos do Open, os seguintes movimentos foram cobrados: Double Unders, Muscle Ups (Ring /Bar), Toes To Bar, Wall Balls, Thrusters, Chest To Bar Pull Ups, Snatch (Full / Power).

Outros entraram depois e estão praticamente garantidos: remo e HSPU.

Thruster no último WOD do open. Desde 2011 é assim e eu honestamente não sei por que. Mas essa tendência deve continuar....ou espero que continue. Apesar de amar thruster, é um movimento que destrói qualquer um. Colocá-lo de início é querer matar o resto do Open.

Primeiro WOD mais factível. Apesar de todos serem sofridos, o primeiro WOD nunca tem os movimentos mais complexos do CrossFit. Acho que é para animar o pessoal a se inscrever. Lembrem-se que a incrição pode ser feita até o último minuto juntamente como seu score do primeiro WOD. Se colocar algo muito complicado, vai afastar as pessoas.

A repetição de um WOD de anos anteriores. Isso é de praxe e deve permanecer. Por que? Por que Dave Castro gosta de colocar para ver a evolução tanto dos atletas quanto das pessoas comuns com o passar dos anos. Quantos fizeram um WOD scale em um ano e passaram para Rx no ano seguinte? Quantos conseguiram ir além?

O que é dúvida?

Ring Muscle up. No primeiro ano que teve a opção de fazer o WOD scale, o Ring MU foi simplesmente retirado da opção scale e o WOD, confesso, ficou bem sem graça. Nos últimos dois anos o Bar Mu entrou em cena e a adaptação foi jumping chest to bar pull up. Por isso talvez o Ring MU tenha desaparecido do Open. Para quem gosta, é torcer para ele achar uma adaptação melhor esse ano e voltar ou veremos mais uma vez Bar MU.

O novo movimento. Todo ano um novo movimento, ou adaptação de movimento, é incluído. Ano passado, Dumbells surgiram com força total tanto na forma de snatch quanto na forma de clean. O que esperar desse ano? Boa pergunta! Gostaria de ouvir palpites de vocês. Mas lembrem-se qualquer movimento tem que ter uma adaptação para scale factível.

Cargas mais pesadas. As cargas usadas nos regionais e no Open estão crescendo ano após ano. Até mesmo nos WODs do main site. Será que essa tendência finalmente chegaria no open? Acredito que não. Talvez como veio nos últimos anos, um snatch que vai ficando pesado, ou um clean que vai ficando pesado. Mas com uma carga inicial que cresce com o tempo e que você conquista para fazer. Assim, pelo menos inicialmente, muitos poderão fazer o WOD Rx.

Assault air bike. Quando entrou o remo, muitas boxes não tinham e os atletas tiveram que correr atrás de outras boxes para validar. E o remo tem que ser da concept2 ou não seria válido. A bike apesar de estar muito presente nos WODs de regionais e games causaria o mesmo furor. E fica a pergunta....teria que ser necessariamente da assault?

O que não deve ter?

PR de qualquer coisa. O problema de uma repetição máxima é que gera empate. E empates não são bons quando se analisa a classificação total. Por isso temos que anotar tantos tie breaks durante o open. Ele não surgiu nos últimos dois anos e acho que a tendência é não voltar mais. Além disso, a força é testada com o aumento progressivo de carga.

Os wods devem ser filmados e iguais no mundo todo, certo? Então não pense em estripulias como correr, nadar, virar pneu, subir corda...por que o controle disso é complicado!

Push up, Hand Realease Push up, Burpee isoloado, box jump isolado ou qualquer movimento clássico mas que seja complicado de garantir a rep por vídeo. Não no Rx. Não é fácil ver se tocou o peito e não tocou a coxa num push up. Ou se estendeu o corpo completamente no burpee ou box jump. Por isso eles tem vindo sempre como opção de scale ou como bar facing burpee, ou burpee box jump OVER. Assim fica fácil de analisar no vídeos enviados à CrossFit.

Esquecemos de algo? Não se intimide e mande para a gente. Estamos sempre dispostos a ouvir a comunidade.

 08 Lições do Crossfit que poderão também te ajudar profissionalmente

08 Lições do Crossfit que poderão também te ajudar profissionalmente

Ela terminou o CF Games de 2017 em 6o lugar: conheçam Tennil Reed-Beuerlein

Ela terminou o CF Games de 2017 em 6o lugar: conheçam Tennil Reed-Beuerlein