Olá.

Seja bem vindo ao nosso blog. Nós somos 4 viciados em CrossFit que resolveram se juntar pra contar pra você tudo que a gente sabe e curte! Esperamos que você goste!

A preparação de um TIME no CrossFit

A preparação de um TIME no CrossFit

Geralmente, quando treinamos nas nossas boxes, treinamos sozinhos fazendo a periodização que o headcoach preparou para a gente. Contudo, se analisarmos boa parte das competições regionais no Brasil, elas costumam ser em equipes. Qual é a diferença de treinar em equipe ou treinar individualmente? E se levarmos isso a um contexto extremo...treinar uma equipe para competir nos Regionais da CrossFit? Para responder essa pergunta, convidamos o coach e fundador da CrossFit BH (@crossfitbh) Léo Pádua (@lepaduacfbh), que juntamente com Pedro Barros (@pedrobarrosbh), preparou a equipe da CrossFit BH para os Regionais desse ano. E isso não é uma tarefa fácil. Tio Dave sempre fala que testa sempre a sincronia de diferentes formas (MM, HH, MMM, MHH...) para saber se treinam juntos e adora tentar descobrir se tem um elo fraco na equipe.  Sendo assim, preparar uma equipe de alto nível é preparar cada indivíduo de forma exemplar, mais uma coesão entre eles.  Veja o que ele nos disse:

“Antes de tudo precisamos entender que estamos falando do Time. Então precisamos dar atenção para o Atleta, individualmente, e pensar no coletivo, no grupo, na personalidade de cada integrante e de como elas se socializam.  

Pensando no atleta individualmente o Coach deve ajudá-lo a desenvolver todas as capacidades físicas e habilidades,  reproduzir e prepará-los para qualquer desafio, treiná-los a entenderem sobre si mesmos, treinar suas mentes e torna-los atletas completos em todos os âmbitos, físico e mental.

Em uma equipe, o Coach, além do físico e mental de cada um, precisa administrar as relações interpessoais e cuidar para que o grupo esteja em harmonia, cuidar para que os atletas estejam engajados nos mesmos objetivos e que tenham o mesmo nível de comprometimento com ele mesmo e com os companheiros de Time.

Em relação a periodização de uma equipe, devemos começar pela formação da mesma. Todos os integrantes se formaram individualmente, por isso, sempre teremos em uma mesma equipe atletas com características diferentes, níveis diferentes, fraquezas e qualidades diferentes, o que torna necessário e fundamental o trabalho individualizado com cada atleta. Após a definição do calendário de competições e competição principal da equipe, poderemos definir sobre os formatos das sessões de treinamento durante os períodos, tanto para o grupo quanto individualmente. Os treinos em grupo devem progredir durante o calendário, aumentando sua frequência a medida que se aproxima a competição principal. Durante esses períodos, os atletas sempre estarão treinando e buscando evoluir em todas as áreas e em suas deficiências.

As sessões de treino da equipe sempre buscam colocar os atletas nas mais diversas situações, como já citado temos campeonatos com características bem particulares, no caso da Regional temos formações diferentes (MM, MH, HH, MMM, HHH, MMMHHH etc), duração (WODs mais longos ou mais curtos e suas vias metabólicas predominantes)  e exigências da tarefa (todos precisam fazer todos os movimentos, séries definidas para cada integrante ou divisões livres etc). As abordagens durante os treinos devem visar cada uma dessas possibilidades, expondo os atletas a necessidades de comunicação diferentes, dando oportunidade de aprenderem a conviver e se comportarem em grupo, se aceitarem e se entenderem, como coaches temos a missão de cercar todas as possibilidades, evitar qualquer elo fraco, lembrar que a equipe será testada e deverá mostrar que possui sintonia e esta realmente bem preparada. Todos ja conhecem histórias de equipes com atletas de alto nível mas que em grupo não conseguiam manter o mesmo nível de rendimento, isso mostra a importância do convívio, comunicação e empatia entre os integrantes.

Dentro do grupo o Coach deve sempre intervir, conversando, alinhando ações, reações, trabalhado estratégias e controlando todos os individuas para que mantenham o foco e entendam que precisam correr juntos na mesma direção.

Nós pudemos viver todas essas experiências em nossa trajetória para a Regional, com certeza aprendemos muito como coaches e atletas, tivemos a oportunidade de viver de maneira bem intensa vários momentos e sentimentos, participamos durante o processo de várias competições, dentre elas Brazilian games, Interbox, InterRio, Monstar, WodExperience e Open, e posso garantir que em cada uma foram sentimentos, problemas, soluções, fracassos e sucessos diferentes, mas tudo veio positivamente e contribuindo para nossa evolução. Sucesso a todos e bons treinos!!”

Sobre o autor:

Leonardo de Pádua Soares

  • Coach de CrossFit desde 2010
  • Sócio fundador da CrossFit BH
  • CrossFit Judge 2014/15/16/17
  • CrossFit level 1 – Calgary, AB (Canada 2010)
  • CrossFit Weightlifting – Miami, FL (EUA 2012)
  • CrossFit Endurance – Buenos Aires (ARG 2013)
  • Outlaw way Training Camp – Las Vegas, NV (USA 2013)
  • USA Weightlifiting Level 1 – Miami, FL (USA 2013)
  • CrossFit Gymnastic – Miami, FL (USA 2014)
  • CrossFit Strongman – Buenos Aires (ARG 2014)
  • CrossFit Weightlifting Advanced – New Orleans, LA (USA 2014)
  • CrossFit Level 1 – São Paulo (BR 2015) *renovação
  • CrossFit Mobility – São Paulo (BR 2015)
  • Power Monkey Camp – Crossville, TN (USA 2015)
  • Profissional de Educação Física CREF 007544 – G/MG


ATLETA

  • Torneio CrossFit Brasil 2010 – 4° Lugar
  • Torneio CrossFit Brasil 2011 – 2° Lugar
  • CrossFit Games Regionais 2013 – Guayaquil, Equador - Equipe
  • CrossFit Games Regionais 2014 – Santiago, Chile - Equipe
Erros no Clean e Como Corrigi-los

Erros no Clean e Como Corrigi-los

CrossFit Games 2017: Individual Masculino

CrossFit Games 2017: Individual Masculino