Olá.

Seja bem vindo ao nosso blog. Nós somos 4 viciados em CrossFit que resolveram se juntar pra contar pra você tudo que a gente sabe e curte! Esperamos que você goste!

O terceiro dia no CrossFit Games 2017

O terceiro dia no CrossFit Games 2017

Penúltimo dia de competições e três provas extremamente desafiadora e interessantes. Começamos o dia com a Strongman’s fear. Como já disse Dave Castro mais de uma fez, não há nada mais fitness que sua capacidade de levar objetos pesados de um lugar para o outro. E olha, os objetos eram pesados MESMO.  Um yoke de 500/340 lbs, duas toras de 200/120 lbs cada e um sled de 400/310 lbs. Enquanto levavam ao longo de um campo, tinham que voltar em hand stand walk para pegar o outro objeto. Nessa prova aprendemos mesmo a importância do sprint final, com Brent Fikowski ganhando do Mathew Fraser por 0.09 segundos numa emocionante chegada final. Mas Mathew só aumentou a distância na primeira colocação geral. Sem muitas surpresas, Scott Panchik, Noah Olsen e Patrick Vellner completaram os 5 primeiros lugares. Do lado das mulheres, a atual campeã Katrin Davidsdottir ficou com a primeira colocação, seguida de Tennil Reed, Annie Thorisdottir e Kari Pearce. Tia Toomey que liderava até então ficou em 7º, perdendo sua primeira colocação geral para Tennil.

A segunda prova foi, para mim, a prova mais legal de todo o evento. Pelo menos até agora. 4 muscle bar e 2 cleans. Os muscle bar tinham que ser feitos de um em um. Já os cleans eram na verdade uma escada que começava em 225/145 lbs e terminava em 350/235 lbs. Sim, você se cansava no muscle bar, que aumentava sua frequência, ia fazendo um monte de clean pesado e chegava nas absurdas cargas de 350/235 lbs. Claro que muitos atletas não conseguiram levantar os pesos finais. Obviamente que Mathew Fraser e Alex Anderson não teriam problemas. Eles ficaram em segundo e primeiro, respectivamente, na clean ladder ano passado, e inverteram suas posições nesse evento desse ano, com Fraser em primeiro e Anderson em segundo. Scott Panchik, Ben Smith e Garret Fisher terminam os 5 primeiros colocados. Bom ver Panchik finalmente acordando para o Games. Quem foi mal nessa prova foi Brent Fikowski, que com a 22ª colocação perdeu o segundo lugar geral para Ricky Garard e passou a ocupar a terceira colocação geral. Do lado feminino, todas as minhas apostas eram na Kara Webb, mas uma decisiva Tia Toomey detonou essa prova e recuperou a primeira colocação geral, com Kara Webb em segundo, também ficando em segundo geral após essa prova. Tennil Reed, que estava na liderança, não foi mal, mas a 9ª colocação obtida a fez cair para o 5º lugar geral. Sejamos sinceros, a competição feminina está muito mais emocionante que a masculina esse ano, com o topo do leaderboard mudando a cada instante. Após essa prova, Tia estava em primeiro com 692 pontos, seguida de Kara Webb, Annie Thorisdottir e Sara Sigmundsdottir, todas com 672 pontos e Tennil Reed com 670 pontos.

Para finalizar o dia, nada como reviver um dos piores WODs que ele já trouxe para o open. O maldito 17.5 - 10 RFT de 9 thrusters e 35 DU. Mas ali é o CrosssFit Games e os pesos mudaram só um pouquinho. Passaram de 95/65 lbs para 135/95 lbs. E as colocações desse WOD no open se repetiram do lado masculino no Games com, para variar, Fraser em primeiro e Bridges (FINALMENTE) em segundo na prova. Fraser começa o último dia com 176 pontos na frente do segundo colocado, Noah Olsen. A prova feminina foi absolutamente emocionante com Tia Toomey e Kara Webb se revezando na liderança. Sendo a diferença causada por quem errava no double under. E Tia errou no final, fazendo com que Kara passasse e levasse essa prova diminuindo a vantagem da liderança que estava de 22 pontos para 16 pontos. Apesar da diferença entre as australianas ser pequena, a diferença delas para o restante aumentou, por tanto Sara quanto Annie não foram muito bem como deveriam, obtendo a 9º e a 13ª colocação nessas provas.

E hoje é o último dia. E se Fraser parece estar imbatível e decidido a conquistar um bicampeonato, do lado feminino as coisas estão mudando tanto que é imprevisível prever algo. Talvez apenas que dificilmente Katrin Davidsdottir repita o feito dos últimos anos e fique no topo do podium mais uma vez.

Veja como finalizaram os 10 primeiros colocados antes desse último dia de competição:

 

MULHERES

Tia-Clair Toomey

Kara Webb

Sarah Sigmundsdottir

Annie Thorisdottir

Tennil Reed

Katrin Davidsdottir

Jamie Greene

Kristin Holte

Samantha Briggs

Kari Pearce

HOMENS

Matheu Fraser

Noah Olsen

Brent Fikowski

Ricky Gerard

Scott Panchik

Patrick Vellner

Bjorgvin Karl Gundmondsson

Jason Smith

Ben Smith

Jonne Koski

Os Brasileiros no CrossFit Games 2017

Os Brasileiros no CrossFit Games 2017

Terceiro dia dos brasileiros no CrossFit Games

Terceiro dia dos brasileiros no CrossFit Games