Você pode denunciar fraudes para a CrossFit

Você pode denunciar fraudes para a CrossFit

“O objetivo do CrossFit Games é achar os atletas mais condicionados do mundo. Como a definição mundial e teste de condicionamento, CrossFit e competições sancionadas pela CrossFit são não apenas uma comprovação dos atletas que competem, mas também da metodologia de treinamento que usam. Nesta arena, uma comparação honesta de práticas de treinamento e capacidade atlética é impossível sem igualdade no campo de competição.”

Assim começa o texto que a CrossFit Games publicou em seu site. Talvez pelos escândalos de doping que ocorreram ano passado - Ricky Garard sendo o maior exemplo - ou pela falsificação de resultados e vídeos enviados no Open, a CrossFit abriu uma linha de denúncia para possíveis infrações do código de conduta de um atleta da CrossFit de acordo com seu livro de regulamentos.

Mas cuidado, não é simplesmente sair falando e apontando o dedo de forma irresponsável, para tal pessoa, por causa de uma desconfiança qualquer. Eles pedem que você seja detalhista na sua denúncia, colocando todas as provas possíveis da fraude. E obviamente não serve apenas para doping. Para quem forjar anilhas (já ouvi falar disso, mas não sei se é verdade), vídeos fraudados, scores falsos ou times que não são times de verdade. Lembrem-se, para caracterizar como um time no Open, TODOS devem estar TREINANDO TODA SEMANA desde o início do ano NO MESMO LOCAL (não vale variações de filiais). Já tivemos times no Brasil punidos por não cumprir essa regra!

Há duas formas de denunciar se você tem provas de que alguma coisa está errada, e a CrossFit te encoraja a isso: uma é por telefone, ligando para +1 831-316-1926, onde você pode falar tudo de forma anônima, ou não. Ou mandando um e-mail para support@crossfitgames.com.

A informação permanecerá confidencial. E eles avisam que só entrarão em contato se precisarem de mais informações. Portanto, não esperem ligações ou e-mails relatando o status da investigação.

Para não deixarmos passar, notamos que toda vez que postamos algo sobre tentativas da Crossfit de evitar doping ou fraude, há uma série de comentários irônicos, de céticos, e posicionamentos dos mais variados, relativos à descrença ou quanto à ineficácia de tais medidas adotadas.

Então entendam: Não somos ingênuos, muito menos confiamos cegamente na Crossfit, o que fazemos é apenas chamar a atenção  para medidas que estão adotadas e que, se não resolvem 100%, parecem-nos razoáveis. E sem sermos iludidos, torcemos para que as competições sejam as mais limpas possíveis.

Lembrem-se que Crossfit é uma marca, que difundiu um metodologia de treino, mas não é um esporte, logo, não possui federações, então, imagine, se fiscalizar atletas em esportes bem mais antigos e de renome, com atletas federados já é difícil é falível como se vê toda hora,, considere como é fazer isso, durante toda uma temporada, em todo e qualquer atleta que possui boa performance e se qualifica para os eventos da Crossfit e/ou mesmo o Crossfit Games.

A nossa posição é a de que a Crossfit poderia ganhar mais credibilidade, de verdade, se submetesse os atletas de renome ou melhores “poisicionados” nos após o Open, Regionais e também durante e após o Crossfit Games, à fiscalização da WADA (World Anti-Doping Agency), responsável pelo melhor controle antidoping existente hoje no mundo, mas que apesar disso, como retrata o documentário ICARO (Netflix) não é infalível, dados os sofisticados métodos de doping hoje empregados por atletas trapaceiros.

 

Receita - Batata doce duplamente assada

Receita - Batata doce duplamente assada

8 motivos para você participar do CrossFit Open 2018

8 motivos para você participar do CrossFit Open 2018