O momento da decisão e da reza para os CrossFit Regionais 2018

O momento da decisão e da reza para os CrossFit Regionais 2018

Em alguns dias, a CrossFit enviará o pedido de um vídeo de um dos 5 workouts realizados no open para todos os classificados para os regionais e mais alguns de sobra. Com a validação do vídeo, vem o convite feito inicialmente apenas para os atletas individuais.

Você aceita participar do CrossFit Regionais?

Aqui o atleta pode aceitar ou recusar. Por que recusar? Por que ele pode decidir ir com o time. A pontuação do time é composta pelos 4 melhores resultados (dois masculinos e dois femininos) de todas as pessoas que competiram por aquele time. Se algum atleta decidi ir individualmente, sua pontuação é removida da contagem por times e isso mexe muito o leaderboard da categoria de times, podendo tirar um time da competição.

Então para termos uma noção de até onde os homens e as mulheres podem ser chamados na categoria individual, decidimos investigar nos times, quais pessoas bem posicionadas teriam um score significativo (contribuíram em pelo menos 3 workouts) para levar o time para os regionais.

Esse ano o trabalho foi muito pior, pois são 20 times classificados e não necessariamente as boxes que classificaram seus times vão optar por levar times em detrimento da competição individual.

Vamos ver quais times tem atletas entre os top 25 indivíduos de cada categoria:

fotoregionais[].jpeg

Como vocês podem ver, se todos esses atletas decidirem ir para times, teremos mais 11 vagas nos individuais masculino (só 2 homens da BIGG podem disputar times). Isso implicaria que Lucas Rosa, Gilson Duarte, Fábio Dechichi, Pablo Chalfun e Guilherme Malheiros estariam dentro dos regionais. Ainda assim Gilson Duarte teria que decidir se vai por times, com o Team 2026. Ainda poderia haver mais duas vagas se Sebastian Calabro (26o) e mariano Bilbao (28o) decidirem defender seus times Jakabol e BoxPro Team, respectivamente.

No caso das mulheres, 16 novas vagas seriam liberadas, entrando para os regionais as brasileiras Luana Soares, Rosana Prado, Joyce Sanches, Tata Rebane, Rachel Valoura e Chris Schmidt. Ainda poderia haver mais vagas se as que estão após a 25a colocada também decidirem ir times, como Marcela Pena Salas (30a), Stephanie Ferron (35a), Valeria Albarado (33a), Liliana Orjuela (32a) e Constanza Sepúlveda (33a). Aí também entraria Talita Araújo e Camile Figueiredo.

Mas sabemos que alguns irão no individual. Anderon Primo não deve ir pela CrossFit Bauru. Assim como Renata Pimentel e Éder Costa. Fica um pouco complicado dizer sobre os membros do time Aukan CrossFit, que competiram no Games pelo BIGG ano passado e podem querer ir no individual. De qualquer jeito, o leaderboard dos times pode ficar bem bagunçado após os convites. E isso poderia indicar que alguns times brasileiros ainda poderiam ser chamados, como o caso do BSB Strong (21o), CrossFit Ribeirão Preto (23o), e Team Dark Bulls Macaé  (25o).

Agora é o momento de decisão para alguns...e reza para os que ainda estão esperando as definições!!!!!

 

(spoiler) Review: Documentário The Redeemed and the Dominant - CrossFit Games 2017

(spoiler) Review: Documentário The Redeemed and the Dominant - CrossFit Games 2017

Uma breve historia sobre vitória e sobre o CrossFit Open

Uma breve historia sobre vitória e sobre o CrossFit Open