Um veterano dos CrossFit Games e a caminho do Brasil: conheça Lucas Parker

Um veterano dos CrossFit Games e a caminho do Brasil: conheça Lucas Parker

Quem conhece um pouco da história dos CrossFit Games conhece ele. Com sua barba ruiva e cheia, Lucas Parker se tornou uma figura carimbada, tendo competido 6 vezes seguidas de 2011 a 2016. Após um mal estar nos regionais ano passado, Lucas Parker decidiu que iria ficar de fora por 2 anos das competições para se preparar para os Games de 2019. Ele está vindo ao Brasil mês que vem com o intuito de ministrar alguns cursos de Barbell, sua grande especialidade. Seria a chance de conhecer de perto uma das figuras mais icônicas e adoradas dos CrossFit Games. Ele nos cedeu uma entrevista onde fala sobre sua visão dos Games, os cursos que pretende dar e conselhos para jovens atletas brasileiros. Veja a seguir:

PERFIL RÁPIDO

Nome Lucas Parker

Qual afiliado da CrossFit você treina? Coliseu CrossFit

Há quanto tempo você treina o CrossFit? 8 anos

Qual é o seu benchmark favorito? Amanda ou Nate

Qual é a sua força no CrossFit? Levantamento e corrida

Qual é a sua fraqueza no CrossFit? Corridas de longa duração ou remo

Quais são os 3 devem carregar objetos em sua mala de CrossFit? Grips de ginástica Rogue, uma bola de massagem e fita para o polegar

HC: A maioria dos atletas de elite da CrossFit tem formação esportiva. Quais é o seu background?

LP: Eu cresci na costa oeste do Canadá, explorando e brincando lá fora. Meu pai me ensinou a jogar, correr, pular e fazer flexões. Na escola, eu jogava rugby em alto nível e também praticava futebol e karatê. Durante meu tempo no time de rúgbi, fui apresentado ao treinamento de barbell e condicionamento intenso, então eu estava me preparando para o CrossFit desde que eu tinha 15 anos de idade!

HC: Como o CrossFit entrou em sua vida e quando você percebeu que poderia ser um concorrente real e ganhar a vida com o CrossFit?

LP: Eu estava lendo uma revista Men's Health e queria experimentar um dos treinos que eles sugeriram, que incluiu power cleans. Os melhores vídeos para a técnica power clean foram encontrados no site da CrossFit.com, então isso me levou a ver o que mais estava no site ... Parecia muito interessante! Depois de assistir a mais alguns vídeos, me deparei com imagens antigas dos CrossFit Games de 2007. Eu pensei comigo mesmo, "uma competição por malhar? Aposto que eu poderia ganhar algo assim ..." Depois de terminar em 10º lugar na Regional Canadá em 2010, eu sabia que poderia ter sucesso se eu começasse a me concentrar neste esporte. Com a ajuda do meu mentor, Cam Birtwell, da CrossFit Vic City, comecei a adotar uma abordagem inteligente ao meu treinamento.

HC: Você é um veterano dos Jogos, tendo participado em seis vezes os Jogos na categoria individual, diretamente de 2011 a 2016. O esporte evoluiu muito ao longo desses anos. O que você acha mais diferente da sua primeira participação?

LP: Isso é interessante de se pensar! Tantas coisas mudaram. Eu diria que a maior mudança é o profissionalismo e a execução do evento. Por exemplo, nos primeiros dias os juízes tinham apenas um cronômetro, e eu me lembro ter sido atrasado por muito tempo em um evento. Agora, temos chips que marcam o tempo em nossos tornozelos, e todo o final de semana está planejado até o último minuto para os intervalos comerciais de TV. Outra mudança foram os hábitos alimentares dos atletas: nos primeiros dias, muitas pessoas faziam dietas com baixo consumo de carboidratos. Agora, nós comemos todos os carboidratos que podem encontrar!

HC: Em 2017, você se retirou das regionais. Em seu post no Instagram, você afirmou que se sentiu tonto e tonto, e que sua urina tinha uma cor vermelha. Você também afirmou que isso aconteceu em outras competições CrossFit antes. Você pode comentar sobre o que você teve? Isso foi embora agora?

LP: Eu espero que tenha acabado! Eu fiz um treinamento duro desde aquela época, e não repeti essa experiência. Eu acho que isso estava relacionado ao ambiente quente, e talvez eu tenha tido alguma doença subjacente que enfraqueceu meu sistema. Então, eu preciso continuar a construir minha resiliência e treinar minha fisiologia, para garantir que isso não aconteça novamente.

HC: Este ano você decidiu não competir. Você mencionou que, como preparação para as Olimpíadas, a preparação dos Jogos CF poderia exigir mais de um ano de cada vez. Isso significa que você pretende voltar forte mesmo em 2019?

LP: Esse é o objetivo! Eu não fui aos Games por 2 temporadas agora, então espero voltar na competição antes que a nova geração de novos atletas se torne dominante. Acho que tenho mais alguns anos em que é possível lutar pelo pódio. À medida que a competição se torna mais rigorosa e intensa a cada ano, eu encorajo os atletas mais jovens a terem uma visão de longo prazo de sua carreira e se posicionarem para o sucesso no futuro: treinar com inteligência e aproveitar o processo!

HC: Você está vindo ao Brasil para cursos de barbell em algumas afiliadas da CrossFit. Sobre o que são esses cursos? Quais são as datas e como se inscrever para cada evento?

LP: Isso mesmo! Estou muito animado para finalmente visitar o Brasil. Eu tive muitos pedidos para visitar e ensinar em seu país, então finalmente poder fazer isso é uma bênção. Eu estarei ensinando um número de Workshops Barbell. Os atletas aprenderão sobre Levantamento de Peso Olímpico e Barbell cycling. Os levantamentos olímpicos são uma parte importante do CrossFit, e vamos discutir as minhas progressões favoritas para eles, fazer correções de erros e aprender como levantar pesos no snatch e cleand and jerkr. Então, praticamos o Barbell Cycling - isso é diferente do levantamento olímpico de halterofilismo! Eu tenho um sistema para ensinar como fazer os levantamentos em um treino CrossFit, quando o tempo é o fator chave. Por exemplo, fazendo thrusters num Fran, ou snatch no Isabel; você precisa ser capaz de percorrer rapidamente a barra pelo espaço, para cima e para baixo, até a posição mais baixa, da maneira mais eficiente possível. No workshop, analisamos e praticamos as principais posições e aprendemos onde precisamos trabalhar e onde podemos descansar! Isso tornará os exercícios com barra mais fáceis e rápidos.

Cidade: Curitiba
Datas: 16 a 17 de junho de 2018
Box: CrossFit Barigui
Ingressos: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-crossfit-barigui/

Cidade: Rio Preto
Datas: 23 a 24 de junho de 2018
Box: CrossFit Rio Preto
Ingressos: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-crossfit-rio-preto/

Cidade: Brasília
Datas: 27 a 28 de junho de 2018
Box: Brave Herd CrossFit
Ingressos: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-brave-herd-crossfit/

Cidade: São Paulo
Datas: 30 de junho e 1 de julho de 2018
Box: CrossFit Four Heads
Ingressos: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-crossfit-four-heads/

HC: O Brasil é o segundo país em número de afiliados. No entanto, nunca tivemos um competidor nas principais categorias. O que você acha que pode estar faltando? Que conselho você pode dar aos nossos atletas para ajudá-los a conseguir isso?

LP: Fiquei surpreso ao saber que existem tantas boxes no Brasil! Esse crescimento é incrível, e estou ansioso para vê-lo com meus próprios olhos. Na minha opinião, o que o Brasil ganhou em números ainda carece de idade e experiência. Por exemplo, nos EUA, os atletas da CrossFit estão se desenvolvendo há mais de 10 anos, concentrando-se intensamente no esporte. No Brasil, imagino que os melhores atletas treinaram por talvez metade desse tempo. Então, meu conselho seria manter o foco e aprender com os outros - enquanto você continua a alcançar o nível de elite, você será capaz de acelerar seu progresso observando os erros e os sucessos daqueles que já percorreram o caminho.

FULL ENGLISH VERSION

QUICK PROFILE

Name Lucas Parker

Which CrossFit affiliate do you train?
CrossFit Colosseum

How long have you been training CrossFit?
8 years

What is your favorite Benchmark?
Amanda or Nate

What is your strength in CrossFit?
Lifting and sprinting

What is your weakness in CrossFit?
long running or rowing workouts

What are the 3 must carry objects in your gym bag?
Rogue gymnastics grips, a massage ball, and thumb tape

QUESTIONS

HC: Most elite CrossFit athletes have a sport background. What is your background?

LP: I grew up on the west coast of Canada, exploring and playing outside. My dad taught me how to throw, run, jump, and do pushups. In school, I played rugby at a high level, and also practiced soccer and karate. During my time on the rugby team, I was introduced to barbell training and intense conditioning, so I have been prepared for CrossFit since I was 15 years old!

HC: How did CrossFit came into your life and when did you realized you could be a real competitor and make a living out of CrossFit?

LP: I was reading a Men's Health magazine, and wanted to try one of the workouts they suggested, which included power cleans. The best videos for power clean technique were found on the CrossFit.com website, so this prompted me to see what else was on the site... It looked very interesting! After watching some more videos, I came across old footage from the 2007 CrossFit Games. I thought to myself, "a competition for working out? I bet I could win something like that..." After finishing in 10th place at the Canada Regional in 2010, I knew that I could succeed if I began to focus on this sport. With the help of my mentor, Cam Birtwell from CrossFit Vic City, I began to take a smart approach to my training.

HC: You are a Games veteran, having competed in 6 times in the Games as an individual, straight from 2011 to 2016. The sport evolved so much through these years, what did you think changed the most from your first participation from the last?

LP: This is interesting to think about! So many things have changed.  I would say the biggest change is the professionalism and the execution of the event. For example, in the early days we just had a judge with a stopwatch, and I remember being delayed by a long time for one event. Now, we have electronic chip timers on our ankles, and the whole weekend is planned down to the minute for tv commercial breaks. Another change is the eating habits of the athletes: in the early days, lots of people ate low-carb. Now, we eat all the carbs we can find!

HC: In 2017, you withdrew from Regionals. In your Instagram post, you stated that you felt lightheaded and dizzy, and that your urine had a red color. You also stated that this happened in other CrossFit competitions before. Can you comment on what you had? Is that gone now?

LP: I hope it is gone! I have done some hard training since that time, and have not repeated that experience. I think it was related to the hot environment, and perhaps I had some underlying illness that weakened my system. So, I need to continue to build my resiliency and train my physiology, to make sure it doesn't happen again.

HC: This year you decided not to compete. You mentioned that, like preparation for the Olympics, the preparation from the CF Games could require more than a year at a time. Does this mean you intend to come strong in 2019?

LP: That is the goal! I've missed the games for 2 seasons now, so I hope to get back in the competition before the young generation of new athletes become dominant. I think I have a few more years where it is possible for me to fight for the podium. As the competition gets tighter and more intense every year, I would encourage the younger athletes to take a long-term view of their career and position themselves for success in the future: train smart and enjoy the process!

HC: You are coming to Brazil for barbell courses in some CrossFit affiliates. What are these courses about? What are the dates and how to register for each event?


LP: That's right! I'm so excited to finally visit Brazil. I have had many requests to visit and teach in your country, so to finally be able to do that is a blessing. I will be teaching a number of Barbell Workshops. Athletes will learn about Olympic Weightlifting, and Barbell Cycling. The Olympic lifts are an important part of CrossFit, and we will discuss my favourite progressions for the lifts, make error corrections, and learn how to lift heavy in the snatch and clean &jerk. Then, we practice Barbell Cycling - this is different than Olympic Weightlifting! I have a system for teaching how to do the lifts in a CrossFit workout, when time is the key factor. For example, doing thrusters in Fran, or snatches in Isabel; you need to be able to cycle the bar quickly through space, up AND back down to the bottom position, as efficiently as possible. At the workshop, we analyze and practice the key positions, and learn where we need to work and where we can relax! This will make barbell workouts easier and faster. 

City: Curitiba
Dates: June 16-17, 2018
Box: CrossFit Barigui
Tickets: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-crossfit-barigui/

City: Rio Preto
Dates: June 23-24, 2018
Box:CrossFit Rio Preto
Tickets: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-crossfit-rio-preto/

City: Brasilia
Dates: June 27-28, 2018
Box: Brave Herd CrossFit
Tickets: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-brave-herd-crossfit/

City: São Paulo
Dates: June 30 & July 1, 2018
Box: CrossFit Four Heads
Tickets: http://lucasparker.ca/product/lucas-parker-barbell-workshop-crossfit-four-heads/

HC: Brazil is the second country in number of affiliates. However, we never had a competitor in the main categories. What do you think could be missing? What advice can you give to our athletes that could help them achieve this?

LP: I was amazed to learn that there are so many boxes in Brazil! That is amazing growth, and I look forward to seeing it with my own eyes. In my opinion, what Brazil has gained in numbers, it still lacks in age and experience. For example, in the USA, CrossFit athletes have been developing for 10+ years, focused intensely on the sport. In Brazil, I imagine that the best athletes have been training for maybe half that time. So, my advice would be to stay focused and learn from others - as you continue to catch up to the elite level, you will be able to speed your progress by watching the mistakes and successes of those who have already walked the path. 

 

 

Como assistir aos CrossFit Regionals?

Como assistir aos CrossFit Regionals?

O que não podemos perder nos Europe Regionals?

O que não podemos perder nos Europe Regionals?