E começaram os CrossFit Games 2018

E começaram os CrossFit Games 2018

A primeira prova, CRITERIUM, já foi para os homens e para as mulheres. Obviamente que tivemos algumas quedas mas nada drástico com um engavetamento total.  Talvez quem mais sofreu foi Michele Fumagali do lado feminino que levou um tombo na última curva e teve que carregar a sua bike até a linha de chegada.

Por dois anos seguidos, Kristen Holte garantiu 100 pontos na prova de bike, seguida de Laura Horvath, que liderou boa parte da prova, e da duas vezes campeã Katrin Davidsdottir. Bethany Shadburn ocupou a quarta colocação, Tia Clair-Toomey ficou em quinto, e Annie Thorisdottir em sexto. Quem acabou decepcionando, apesar de ter liderado a prova por um tempo, foi Sara Sigmundottirs que ficou em 21o. Outra favorita que ficou para trás foi Kara Saunders (até quando terei que colocar ex Kara Webb?), que terminou na 22a colocação. Por ser mais baixa, creio que tanto essa prova quanto a maratona de remo serão ruins para Kara. Mas ele vai brilhar na prova do CrossFit Total.

Do lado masculino, o suiço Adrian Mudnwiler deu um sprint final e conseguiu 100 pontos no primeiro evento. Com isso ele garantiu a sua primeira vitória num evento nos CrossFit Games. Ele foi seguido por James Newbury em segundo e Lukas Hogberg em terceiro. Mat Fraser, atual bi campeão, terminou no quarto lugar. Rasmus Anderson que liderou o início terminou em 8o e Brent Fikowski em 9o. Alguns atletas favoritos tiveram problemas com suas bikes e tiveram que trocar em alguns pontos específicos e por isso ficaram bem para trás, em particular Pat Vellner e Noah Ohlsen. Eles terminaram em 35o e 30o, respectivamente. O brasileiro Pablo Chalfun não foi bem e terminou na última colocação, em 39o.

Prova 2: 30 Muscle Ups for Time

Prova 2: 30 Muscle Ups for Time

Resultados do tempo de bike

Resultados do tempo de bike