Greg Glassman, fundador da CrossFit, fala sobre a política de transgêneros, a expansão do CrossFit na China e o novo regulamento do Games

Greg Glassman, fundador da CrossFit, fala sobre a política de transgêneros, a expansão do CrossFit na China e o novo regulamento do Games

O Fundador da CrossFit Greg Glassman deu uma entrevista para o South China Morning Post e aproveitamos para traduzir abaixo para vocês.

- - -

Greg Glassman não mede as palavras.

O fundador e atual diretor executivo da CrossFit, a maior cadeia de fitness do mundo, não se desculpa nem mede palavras durante as entrevistas.

Ele jura, coloca o máximo de sí em tudo que faz e entra na “porrada” em defesa do regime de fitness que tem tantos seguidores quanto detratores, mais fortemente contra a mídia tradicional que ainda desconsidera o estilo de treino(crossfit) mas que já existe a mais de 18 anos.

O CrossFit, que agora tem mais de 15 mil “boxes”, como as academias são conhecidas em todo o mundo, passou das raízes de sua garagem para um dos esportes mais comentados do mundo da saúde. Como cada box é de propriedade independente e operada como afiliadas no país em que são estabelecidas, a CrossFit conseguiu promover uma expansão internacional que excede outros pontos de venda como o Planet Fitness, o Anytime Fitness e o 24 Hour Fitness. O CrossFit agora tem academias em mais de 120 países.

Ele também se beneficiou imensamente da crescente popularidade do CrossFit Games, que coroa a “pessoa mais forte do planeta” a cada ano.

Glassman, um nativo da Califórnia que tem 62 anos, conversou com o South China Morning Post sobre tudo em sua mente quando se trata do lugar da CrossFit no mundo fitness.

A Crossfit atualizou sua política de transgêneros afirmando que os atletas podem “selecionar seu gênero”, assim como impor níveis de testosterona para competidores do sexo feminino. A política atraiu elogios e condenações do mundo on-line. Glassman observou que eles não estão tentando fazer nenhum tipo de declaração social ou política e simplesmente alinhando-se com outras ligas esportivas profissionais e corpos atléticos:

“Nós não temos interesse em excluir ninguém e este não é o meu problema. Meu problema é o controle do açúcar no sangue e doenças crônicas, é com isso que me importo. Eu não me importo se você é L, G, B, T ou Q, eu juro por Deus que não me importo. O que eu quero fazer é apenas fazer aquilo que todo mundo faz. Eu não quero ser inovador ou discriminatório ”.

Expandindo para a China e lidando com o governo central. A China tem agora mais de 120 afiliados CrossFit dentro de suas fronteiras e o país também tem a maior população com excesso de peso do mundo:

“Eu sempre escuto isso de especialistas sobre a China e sempre faço vista grossa. Dizem: "A China é diferente" e, se você não tiver um parceiro interno, não terá sucesso. Mas eu vou lá para conversar com meus afiliados e viajar com Liang Kong (representante da CrossFit da China que também administra uma academia CrossFit em Hangzhou) e isso não parece tão diferente. Eu não vejo o que é diferente, mas pode ser que me surpreenda mais na frente ... Eu acho que é inteiramente possível que o simples objetivo da CrossFit de tornar as pessoas saudáveis seja benéfico para todos os sistemas. Seja Hong Kong, Macau ou o resto da China.

“Estamos lidando fundamentalmente com um sistema de pagamento único e não acho que o governo queira o grande número de doentes, nem deseja pagar por isso. E se você olhar para o modelo de negócios da CrossFit, não há nada voraz sobre o que estamos fazendo. A esmagadora maioria de qualquer dinheiro gerado permanece no país, os negócios são de propriedade independente e operados por chineses, e os benefícios se acumulam para aqueles que participam. Eu penso que o governo não só apoia o CrossFit, como também o teria inventado se tivesse pensado nisso em antes de nós ”.

Greg Glassman disse que ainda se sente como o CrossFit é uma 'start-up' . Ao tentar tirar a CrossFit de sua “fase de start-up” para o mundo mainstream. Glassman observou que o esporte ainda está parcialmente se recuperando de um artigo do The New York Times de 2005 intitulado "Ficando em forma, mesmo que isso te mate", que retrata o CrossFit como perigoso e de culto:

“Há um abismo de desenvolvimento tecnológico que é um fenômeno bem conhecido em startups de tecnologia. Basicamente, você tem uma trajetória ascendente de uma empresa e há uma lacuna entre os primeiros adotantes e o mainstream. E o que foi observado em toda a linha - é quase uma regra universal aqui no mundo tecnológico e no Vale do Silício - é que o entusiasmo, o marketing e o pitch e tudo o que torna a sua start-up tão empolgante para os early adopters e que deu início ao seu negócio, não será a mesma abordagem que você usará para chegar ao mainstream. ”

A CrossFit mudou suas regras para a temporada de 2019, eliminando as regionais e substituindo-as por “eventos sancionados” internacionais. A CrossFit e principalmente o Glassman também estão tentando se concentrar mais no aspecto de saúde e bem-estar do esporte do que no famoso CrossFit Games, o que confundiu alguns seguidores:

“Se você for a um de nossos afiliados de 10 anos e perguntar sobre o que é esse negócio, você vai ouvir que é sobre mães, avós, filhos, e advogados gordos de meia-idade e não sobre CrossFit Games. Uma das coisas que tem sido muito difícil para mim é quando me encontro com os afiliados de 10 anos, essas pessoas são todas minhas amigas e eu as conhecia quando não tínhamos nada. E eles entram na minha casa e me dizem: 'Professor, não deveria ser só CrossFit Games', e isso quase me faz chorar.

“Então, temos duas realidades aqui, qual é a coisa mais importante que está acontecendo no box todas as manhãs em todos os lugares? E é a prevenção e a reversão de doenças crônicas, criando um ser humano totalmente funcional, autônomo e auto-efetivo que integra o que aprendeu na academia, sua saúde e condicionamento com o resto de suas vidas. E é tão mundano que realmente não tem nada a ver com esporte ou competição. ”

A primeira semana dos online qualifiers do Brazil CrossFit Championship

A primeira semana dos online qualifiers do Brazil CrossFit Championship

Mousse de Abacate com Cacau

Mousse de Abacate com Cacau