Dia 2 do Wodapalooza CrossFit Festival

Dia 2 do Wodapalooza CrossFit Festival

No segundo dia do Wodapalooza tivemos duas provas. Em uma delas os atletas tinham que fazer ski erg, nadar e depois fazer uma sequencia de 3 rounds de 50 heavy double unders unbroken e finalizaria com mais calorias no ski erg. Se quebrasse o DU ou errasse, somariam 5 calorias a cada quebra. Na segunda prova, The Ocho Chipper, era uma sequência de bar muscle ups,  hang power cleans, deficit hand stamd push ups, front squats, toes to  bar e shoulder to overhead.

Do lado feminino, Tia-Clair Toomey mostrou que de fato se incomodou com os 3 segundos lugares nas provas de ontem e com duas provas brilhantes ela garantiu os primeiros lugares nas duas provas. Ela não foi a primeira a sair da água, mas sua atuação impecável nos DU (ela fez os 150 unbroken mesmo correndo o risco de penalidade) acabou por dar uma vantagem no final e garantir a liderança. Na segunda prova, ela liderou do início ao fim e fez uma prova impecável. Quem finalmente está mostrando a que veio é a Sara Sigmundsdottir que com dois segundos lugares ontem assumiu a quarta colocação atrás de Kari Pearce e Kristen Holte. As duas últimas fizeram boas provas, ficando entre as seis primeiras, mas com a vantagem de 40 pontos que Tia-Clair tem indo para o último dia, dificilmente ela perderá a vaga. Finalizando a zona de convite para o Brazil CrossFit Championship ainda temos Colleen Fotsch que disputou o Games por times em 2017.

No lado masculino, Patrick Vellner solidificou também sua liderança com uma vantagem de 56 pontos em relação ao segundo colocado atualmente, Travis Mayer. Vellner ficou em 7o na primeira prova, sua pior colocação até o momento ( ele é péssimo na água, convenhamos), e em segundo na segunda prova. Essa ultima, vencida por Dakota Rager, foi emocionante pela disputa entre os dois. Mas a notícia do dia foi o despertar de Noah Olsen. Depois de um primeiro dia sofrido terminando na 19a colocação, ele obteve dois terceiros lugares e  ocupa agora a 7a colocação geral, atrás de Drew Wayman em 4o, Saxon Panchik em 5o e Paul Castilho em 6o. Lembrando que os 4 melhores atletas receberão convites para disputar o BCC em Maio no Brasil, sendo o convite extensível até o 5o lugar caso um dos 4 não compareça.

Vale ainda mencionar Sean Sweeney que na prova do ski teve um problema com seu calção e virou meme no HugoCross!

Quem também consolidou sua liderança foi o time ROMWOD/WIT composto por Alec Smith, Cody Mooney, Jessica Griffith e Jamie Greene. Em um dia onde finalmente tivemos provas típicas de times, com uso da worm e sincronia e mesmo não treinando juntos, eles mostraram que tem comunicação para fazer um excelente time. Jamie Greene chegou a afirmar no início que estava ali apenas para se divertir, será que agora ela anima de forma um time com os resultados que estão saindo? Em segundo permanece o time Lesser Evil, time esse que já garantiu a sua classificação pelo Dubai CrossFit Championship. O que vimos também foi muita falta de comunicação entre os times. Esse é o problema de times formados por 4 pessoas que não treinam juntos. Na hora do push press com a worm e nos lunges e sincronismos nos movimentos mostrou que falhas de comunicação podem afundar os times. Quem permanece surpreendendo negativamente mais uma vez foi o time CrossFit Mayheem Freedom, que terminou em último na primeira prova do dia. Eles conseguiram se recuperar com um segundo lugar na segunda provado dia, sua melhor colocação até o momento.

Brasileiros no Wodapalooza

Com uma 25a e uma 26a colocação, Pablo Chalfun ganhou uma posição e vai para o último dia na 28a colocação geral. Infelizmente sem chances de classificação para os games ou convite para o BCC.

A atleta Anita Pravatti passou mal na terceira prova e, após uma confusa ida e doença, teve que abandonar o Wodapalooza. Em um post em seu instagram, ela comenta que teve febre, calafrios e dores no corpo todo. Esperamos que ela se recupere a tempo para os online qualifiers do BCC.

E o time Team Hopper Moema voltou a competir ontem depois da substituição da atleta Vivi Aiello pela Bruna Allemony. Como não houve nenhuma comunicação por parte do time nem por parte da organização, nada se pode afirmar. Mas nem a pontuação referente a primeira prova feita no dia 1 elas tem, está agora como DNF, que significa did not finish, ou não terminou. Mas sem a pontuação do primeiro dia e aliado a um 57o lugar na prova de ski e um 39o no chipper, elas ocupam a última colocação.

A equipe PWRD GIRLS BY COFFEE ficaram em último na prova de ski e um ótimo 22o lugar no chipper e ocupam agora a 46a posição.

Com um 15o e um 7o, Sirlei Oliveira está empatada na 13a colocação de 15 atletas. Liemerson Caparolli não teve um bom segundo dia com a 11a e 12a colocação de 15 e caiu para a 5a colocação geral. Gabriel Oliveira ocupa agora a r5a colocação geral e Pedro Zambrim manteve a 10a na categoria 13-15 anos.

Provas Finais do Wodapalooza CrossFit Festival

Provas Finais do Wodapalooza CrossFit Festival

Dia 1 do Wodapalooza CrossFit Festival

Dia 1 do Wodapalooza CrossFit Festival