Que brasileiros irão aos CrossFit Games 2019?

Que brasileiros irão aos CrossFit Games 2019?

Eu sei, eu sei, ainda está cedo para  falar. mas faltam dois workouts do Open apenas. Ou seja, já passamos da metade e alguns atletas estão despontando como sérios candidatos já à vaga.

Masculino

Do lado masculino, quem lidera o Open no Brasil é Guilherme Malheiros. Ele já foi aos Games na categoria teens em 2017 conquistando a segunda colocação geral. Ano passado ele nem chegou a se classificar para os regionais da América Latina, mas veio com força esse ano e lidera com 15 pontos.

Em segundo lugar está o campeão brasileiro do Open no ano passado, Guilherme Domingues, atrás apenas 7 pontos de Malheiros. Bruno Marins, que competiu os regionais por equipes ano passado com o time da Dark Bulls Macaé, que liderava até o segundo workout, se encontra na terceira colocação com 26 pontos.

Depois há um grande salto na pontuação para o quarto colocado, Filemon Souza, que tem 51 pontos. Lucas da Rosa vem em seguida com 54 e o tetra campeão do TCB, Anderon Primo vem em 6o. O nosso representante do ano passado nos games, Pablo Chalfun ocupa a 8a colocação no momento.

Feminino

Do lado feminino, Renata Pimentel vem dando um baile. Com um primeiro, um segundo e um nono lugar ela está com 12 pontos e 11 pontos à frente da segunda colocada.  Isso garante à Renata também a 30a colocação no mundo. Ela foi aos Games ano passado na categoria master 35-39 e provavelmente deverá representar o Brasil na categoria elite esse ano se repetir a vitória do Open que obteve ano passado.

Em segundo lugar temos Tata Rebane com 23 pontos e Lari Cunha com 30. Lari não começou muito bem  na primeira prova mas se recuperou com um 1o e um 3o lugar. Thais Nunes da CFP9 que chegou a ficar na segunda colocação agora ocupa a quarta, seguida de Victoria Campos, Susana Etto e Andreia Pinheiro.

As outras únicas atletas que já ganharam o Open no Brasil com exceção da Renata Pimentel, Antonelli Nicole e Anita Pravatti, ocupam atualmente a 9a e a 10a colocação respectivamente. Antonelli, de baixa estatura foi muito prejudicada no primeiro workout e Anita Pravatti, que veio de um ano complicado por causa de seu ombro, sofreu nos HSPU no 3o workout.

Então é isso, não está nada definido ainda mas sabemos que dependerá apenas da vontade de Malheiro e Pimentel para garantirem as suas vagas nos crossFit Games 2019. Vontade, esforço e…por que não? Um pouco de sorte também! Boa sorte a todos os atletas nas próximas duas semana!

Leaderboarding: Quem vai para os games pelo Open?

Leaderboarding: Quem vai para os games pelo Open?

Brasileira mais bem posicionada no individual do Brazil CrossFit Championship: Conheça Susana Etto

Brasileira mais bem posicionada no individual do Brazil CrossFit Championship: Conheça Susana Etto