Quem mais conquistou a vaga esse fim de semana para os CrossFit Games 2019?

Quem mais conquistou a vaga esse fim de semana para os CrossFit Games 2019?

Nesse último fim-de-semana, tivemos mais dois eventos sancionados: o CrossFit Lowland Throdown, na Holanda, e o Granite Games em Minnesota. EUA. Co isso, mais dois homens, duas mulheres e dois times ganharam seus convites para os CrossFit Games 2019. Agora, a última esperança para o restante está em Paris, no French Throwdown.

Na competição na Holanda, Ryan Sowder levou o campeonato e o convite aos Games. Ele que havia participado apenas de dois Central regionals, em 2017 e 2018 tendo um 25o lugar como sua melhor colocação até o momento. Ele só garantiu a vaga na última prova. Assim como Alice Mille, outra novata nos Games e que tem como melhor resultado um sétimo lugar por times nos regionais do ano passado na Europa. O time vencedor, contudo, já é outra história.

O time “The Barbells Prepared”, da CrossFit Alioth em Dubai, com nomes de peso como Mia Akerlund e Phil Hesketh (os dois já competiram nos Games individualmente), dominou o campeonato e levou o convite para os Games desse ano. Mia tinha um convite aos games pelo Fittest in Cape Town, mas vai mesmo por times. Eles ganharam de times experientes como Mayheem Europe (que tinha Laura Horvath no time, segunda colocada nos Games do ano passado) e Voldegym, que conseguiu sua classificação aos Games pelo Fittest In Cape Town.

Enquanto o grupo que competiu na Holanda não era experiente nos Games, os atletas que disputaram os Granite Games eram de altíssimo calibre, com vários ex atletas Games lutando pela vaga. Mas foi uma desconhecida do grande público, que tinha apenas disputado um regional em 2017 e nem tinha feito o open esse ano que levou o campeonato e a vaga para os Games, Emily Rolfe. Num grupo de atletas mais experientes como Ehea Schurch e Alethea Boon, além de Alison Scudds (que competiu aqui no Brasil CrossFit Championship), ela garantiu apenas no último dia a sua caga para os Games 2019. Do lado masculino, foi o terceiro colocado que levou a vaga aos Games. Atleta experiente com 6 regionais na bagagem, ele só perdeu para Brent Fikowski e Travis Meyer, já classificados esse ano. Brent, de acordo com a conversa que Tommy Marques teve com seu coach, foi ao Granite Games para tentar fazer um campeonato sem pensar tanto. Ele que é conhecido como “The Professor”, o professor, vai provavelmente gora se debruçar sobre o ocorrido para ver o que deu errado.

Na competição de times, que levou a melhor foi CrossFit krypton (ROMWOD/WIT), quase que o mesmo time que competiu e ganhou o Wodapalooza, trocando Jamie Green por Dani Speegle. Mas quem ganhou o convite para os Games foi o time Invictus X. Eles haviam se classificado no Mid Atlantic CrossFit Championship, mas perderam, a princípio, a vaga por que uma atleta foi testada positivo no exame antidoping. Eles tentaram a vaga no Brasil, substituindo uma atleta, mas acabaram na terceira posição geral. Lá, eles substituiram as duas atletas femininas por ninguém menos que Margaux Alvarez e Kristi Eramo, duas atletas individuais dos Games que tinha desistido de competir esse ano. Pelo menos uma delas deverá ir ao Games ou a equipe estará desclassificada. Eles ainda venceram outros dois times já classificados, RPM Central Beats e o time Alexis, Jen, Travis & Roy.

Há ainda importantes atletas de fora dessa temporada, como Ben Smith, que não foi bem nem no Rogue Invitational e nem no Granite Games. Ele não está na lista dos atletas do French Throwdown, então teremos que aguardar para ver o que será dele. Já Saxon e Spencer Panchik, terão ainda mais esse evento para garantir a vaga.

Duas atletas banidas por caso de doping dos CrossFit Games

Duas atletas banidas por caso de doping dos CrossFit Games

Temporada de sancionados 2020

Temporada de sancionados 2020