Entrevistamos a locomotiva da Inglaterra Sam Briggs

Entrevistamos a locomotiva da Inglaterra Sam Briggs

Ela é conhecida como a locomotiva da Inglaterra (Engine from England) e é uma das pessoas mais conhecidas do mundo do CrossFit: Samantha Briggs. Ela começou o CrossFit em 2009 e, em apenas 4 anos, se tornou a primeira e única inglesa a ganhar o título de “Fittest on Earth” . Famosa pelo seu endurance, foco e por sua capacidade de se manter sempre em movimento, Sam Briggs, mesmo aos 37 anos é uma força a ser reconhecida. Ela se classificou esse ano para os CrossFit Games de 5 formas distintas e falou para a gente sobre a nova temporada

Nome: Samantha Briggs
Qual box afiliado você treina? CrossFit Black Five Há quanto tempo você treina o CrossFit? Desde 2009 Quais são seus movimentos favoritos (pontos fortes) no CrossFit? Eu sou conhecida pelo meu motor mas eu gosto de todos os aspectos do CrossFit.
Quais são os seus movimentos favoritos (fraqueza) no CrossFit? Qualquer coisa que desafie a torácica, então ohsquats e hswalking são os piores.
Quais são os 3 objetos indispensáveis na sua bolsa? Corda para pular, grips e fita para o polegar.

HC: A maioria dos atletas de elite da CrossFit tem formação esportiva. Qual é o seu histórico esportivo e como o CrossFit entrou em sua vida? Quando você decidiu se tornar um atleta profissional?

Eu joguei futebol (soccer) a maior parte da minha vida, quando me aposentei do futebol eu comecei triatlons / duathlons. Alguém recomendou fazer CrossFit para ficar mais forte para os triatlons e logo descobri que era melhor no CrossFit do que eu era o tris! Antes dos Jogos de 2013, tirei uma folga do trabalho que me ajudou a ganhar os Jogos. Depois de ganhar muito mais oportunidades surgiram para mim, então eu decidi dar o salto e virar profissional.

HC: Você começou o CrossFit em junho de 2009. Em 2010, você já participou de seus primeiros CrossFit Games. Desde então, você só deixou de ir 3 anos na elite. Em 2012 você fez uma cirurgia no joelho e não fez o Open. Em 2014, no ano seguinte que venceu os Reebok CrossFit Games, você não conseguiu qualificar-se e, no ano passado, devido à uma cirurgia de cotovelo, perdeu os Regionals, mas conquistou masters para obter um segundo lugar geral nessa categoria. Desses 3 anos, qual você mais se arrependeu por não poder ir aos Jogos e por quê?

Cada um se torna parte de uma curva de aprendizado e ajuda a me desenvolver como um atleta, então não posso olhar para trás com arrependimento, em vez disso, vamos em frente e olhamos para 2020!

HC: Este ano, você se classificou para os Games de 5 maneiras diferentes, como Campeã Nacional, como vencedora do Dubai CrossFit Championship e do Downunder CrossFit Championship, como top 20 no Open e como equipe no Reykjavic CrossFit Championship. Você foi como um campeã Nacional. Mas qual deles você mais gostou como atleta?

Cada competição trouxe consigo os seus próprios desafios e qualificar de diferentes formas foi como adicionar uma peça do quebra-cabeça ao novo formato dos Games. Com todas as mudanças, eu queria me dar a melhor chance possível. Vencer o Dubai será provavelmente o mais memorável, pois foi a primeira oportunidade para se qualificar e provei que muitas pessoas estavam erradas ao ganhar o campeonato.

HC: A temporada dos CrossFit Games mudou consideravelmente desde que você começou sua carreira de atleta. Vamos começar dos eventos sancionados. Você participou de três na última temporada (de um total de 15). Você gostou deste novo formato? No próximo ano haverá 28 sanções. Você já decidiu em qual deles você irá competir?

Eu adoro o formato sancionatório, gosto de viajar e competir e isso abre muito mais oportunidades para competições de alto nível ao longo da temporada.

HC: Muitos atletas ficaram descontentes com os grandes cortes nos Reebok CrossFit Games. Você deu uma entrevista para Rory McKernam após o seu corte dizendo que você competiu com atleta até 19 anos mais novos que você (Haley Adams). E provavelmente, devido a este novo formato, você irá para o masters ano que vem. Você ainda pensa em ir para os masters ou podemos esperar que você volte mais forte do que nunca em 2020?

Eu não vou tomar nenhuma decisão final sobre os Games ainda. Mas eu vou fazer 3-4 eventos sancionados durante a temporada.

HC: Você acha que a ordem dos eventos não favoreceu você? Ou você acha que poderia ter dado mais? Eu também vi que seu cotovelo incomodoua você na handstand walk. Ainda era do ano passado? Ainda é um problema?

O cotovelo sempre será um problema, mas eu tenho que lidar com isso e tenho sorte de ainda poder competir nesse nível. Nós não podemos escolher a ordem dos eventos e eu fiz o melhor que pude nos workouts que foram apresentados. Eu tenho mais para dar? Nesses eventos, provavelmente não, mas fisicamente eu não estava cansada e estava preparada para treinar todo o fim de semana, daí porque alguns de nós competimos em um 1/2 Ironman no domingo!

HC: Uma coisa que provavelmente foi muito boa para você este ano foi que os eventos das equipes não coincidiram com os indivíduais. Assim, você pode ver sua esposa Nicole competir pelo time Central Beasts. Como foi a experiência como expectadora? Foram os 3º Games dela, primeiro fazendo parte de um time. Você estava nervosa por ela?

Mesmo que eles não coincidam, não há muito tempo entre os eventos para ver os outros competirem. Depois de ter esfriado, comido e me informado sobre o próximo evento, era hora de se aquecer novamente. Mas eu assisti o que pude na tv e depois na final. Eu estava apenas nervosa na final, pois ela estava tendo problemas com o pescoço, dificultando os MUs.

HC: O que você acha que poderia mudar no ano que vem para você voltar a competir na elite? Qual foi o seu momento favorito este ano nos Reebok CrossFit Games?

Como eu disse, ainda não estou decidindo o que vai acontecer no tempo dos Games, vou aproveitar a temporada e tentar me divertir o máximo possível! Eu acho que o primeiro evento foi legal, ua bateruia tão grande de indivíduos representando tantos países diferentes.

HC: Você ganhou o espírito do prêmio Games deste ano. O que isso significa para você?

Ganhar o espírito dos jogos foi uma grande honra e sempre terá um lugar especial no meu coração!

HC: Finalmente, o que podemos esperar a partir de agora da grande Samantha Briggs?

Eu ainda estarei treinando e me divertindo, então espere me ver em alguns dos sancionados.


FULL ENGLISH VERSION

Name: Samantha Briggs
Which affiliate do you train at?
CrossFit Black Five
How long have you been training CrossFit? Since 2009
What are your favorite (strengths) movements in CrossFit? I’m known for my engine But I enjoy all aspects of CrossFit.
What are your least favourite (weakness) movements in CrossFit? Anything that challenges the thoracic so ohsquats and hswalking are the worse
What are the 3 must-have objects in your bag? Skipping rope, hand grips & thumb tape.

HC: Most elite CrossFit athletes have a sport background. What is your sports background and how did CrossFit come into your life? When did you decide to become a professional athlete?

I played football (soccer) most of my life, when I retired from football I took up triathlons/duathlons. Someone recommended doing CrossFit to get stronger for the triathlons and I soon discovered I was better at CrossFit than I was the tris! Before the 2013 Games I took a sabbatical from work which I felt helped me win the Games. After winning a lot more opportunities came up for me so I decided to take the leap and go professional.

HC: You started CrossFit in June 2009. In 2010, you already participated in your first CrossFit Games. Since then, you've only missed 3 years in the elite. In 2012 you had a knee surgery and didn't do the open. In 2014, the year after you won the Reebok CrossFit Games you were not able to qualify and last year, due to an elbow surgery you missed regionals, but won masters to get a second place overall. Of those 3 years, which one you regreted the most for not being able to go to the Games and why?

Each one becomes part of a learning curve and helps develop me as an athlete so I can’t look back on any with regret instead we move forward and look to 2020!

HC: This year you qualified for the Games in 5 different manners, as a National Champion, as the winner of both Dubai CrossFit Championship e Downunder CrossFit Championship, as top 20 in the Open and as a team in Reykjavic CrossFit Championship. You went as a Natl Champion. But which one of those did you enjoy the most as an athelete?

Each competition brought with it their own challenges and qualifying in each way was adding a piece to the puzzle of the new Games format. With all the changes I wanted to give myself the best chance possible. Winning Dubai will probably be the most memorable as it was the first opportunity to qualify and I proved a lot of people wrong by taking that spot.

HC: The CrossFit Games season has changed considerably since you began your athlete career. Let's start from the sanctionals events. You participated in three last season (out of 15). Did you enjoy this new format? Next year there will be 28 sanctionals. Have you decided in which one you will compete?

I love the sanctional format, I enjoy traveling and competing and this opens up far more opportunities to do high level competitions throughout the season.

HC: A lot of athletes were displeased by the major cuts in the Reebok CrossFit Games. You gave an interview to Rory McKernam rigth after your cut saying that you competed with athletes 19 years younger than you (Haley Adams). And that probably, due to this new format, you will go masters nex year. Do you still think of going masters or can we expect you coming back stronger than ever in 2020?

I’m not going to make any final decisions regarding the Games yet. But I will be doing 3-4 sanctioned events through the season.

HC: Do you think that the order of events did not favor you? Or do you think that you could have given more? I also saw that your elbow bothered you at the handstand walk. Was it still from last year? Is it still an issue?

The elbow will always be an issue but I just have to deal with that and I’m lucky I can still compete at this level. We cannot chose the order of events I did the best I could at the workouts we were presented with. Did I have more to give? On those events probably not, but physically I wasn’t tired and was prepared to workout all weekend, hence why a few of us competed in a 1/2 Ironman on the Sunday!

HC: One thing that was probably very good to you this year was that the teams events did not coincide with the individuals. Hence, you could see your spouse Nicole compete for Central Beasts. How was the experience as an expectator? It was her 3rd Games, first as a team. Were you nervous for her?

Even though they didn’t coincide there’s not much time in between events to watch any others compete. Once you’ve cooled down, eaten and been briefed on the next event it’s time to warm up again. But I watched what I could on the tv back stage and then the final. I was only nervous in the final as she’d been having trouble with her neck making the MUs difficult.

HC:What do you consider could change next year for you to be sure to comeback as an individual? What was your favourite moment this year at the Reebok CrossFit Games?

Like I said I’m not deciding yet what will happen Games time, I’ll just be taking the season as it comes and trying to have as much fun as possible!. I think the first event was cool, such a big heat of individuals representing so many different countries.

HC: You won the spirit of the Games award this year. What does that mean to you?

Winning the spirit of the games was a great honor and it will always hold a special place in my heart!

HC: Finally, what can we expect from now on from the great Samantha Briggs?

I’ll still be training and having fun so expect to see me at a few of the sanctionals

Qual seria a fórmula para derrotar o time da Mayhem de Rich Froning?

Saiu o review do novo Everlast Cave by KVRA

Saiu o review do novo Everlast Cave by KVRA