Leaderboarding pós 20.2

Compartilhe

Leaderboarding é um verbo: significa olhar constantemente o leaderboard da CrossFit para ver os melhores e, obviamente, sua colocação. Claro, ao analisar a sua colocação, você vai vendo também ela despencar vertiginosamente conforme os atletas de verdade vão colocando os seus dados. Mas é sempre bom se manter atualizado a cada semana. Os donos de boxes tem até quarta-feira às 21 horas para validar, então pode ser que surja uma pessoa do nada a qualquer momento. Agora, após 2 workouts feitos, as coisas começam a ficar mais interessantes.

Brasil

No caso do Brasil, temos um novo líder no masculino com Gui Malheiros assumindo a liderança após um 4o lugar no 20.1 e um primeiro no 20.2. Anderon Primo teve um primeiro lugar no 20.1 e um 6o no 20.2 e está apenas 2 pontos atrás do Gui. Bruno Marins assumiu a terceira colocação, seguido de Lucas Almeida e Vítor Caetano.

No caso feminino, Lari Cunha está com tudo esse ano e mais uma vez ganhou o workout. Com isso ela tem apensa 3 pontos de vantagem de Antonelli Nicole , que terminou o 20.2 na terceira colocação. Quem assumiu o terceiro lugar foi Anita Pravatti, que com um segundo lugar no 20.2 tirou essa posição de Thais Nunes que ocupa o quarto lugar geral. Tudo isso aind pode mudar dependendo de um único workout. Lembrem-se que Lari Cunha, ganhou 4 dos 5 workouts ano passado e ainda assim nossa representante foi Renata Pimentel, por causa apenas de um resultado não muito bom no 19.1. Vamos ver como esse ano vai.

Há ainda diversos atletas nas outras categorias por enquanto se classificando para o online qualifier em Março do ano que vem. Vale lembrar que eles só precisam estar entre os 200 melhores. Então nem todos darão o absoluto máximo agora.

Mundo

Quem lidera agora o leaderboard mundial foi a campeã do Open no ano passado: Sara Sigmundsdottir. Com dois terceiros lugares ela está apenas 1 ponto na frente de Kristen Holte e 3 na frente de Jamie Greene. Holte foi a segunda colocada nos Games desse ano e Greene a terceira. Essas três foram as únicas que fizeram mais de 1000 reps no 20.2. Para comparação, a primeira colcoada no Brasil, Lari Cunha, fez 850. Com um 6o lugar no 20.2 (994 reps), a campeã dos Games de 2019 Tia -Clair Toomey ocupa a 5a colocação geral

Do lado masculino, como era de se esperar, Majid Boulmane teve seu score corrigido e saiu da primeira colocação geral após o 20.1. Assim o primeiro lugar seria de Lefteris Theofanidis, após o 20.1 e permaneceu após o 20.2 com uma terceira colocação nesse workout. O grego que ano passado terminou na 4a colocação geral no Open, foi ao Games como representante de seu país e não passou da segunda prova. Bjorgvin Karl Gundmundsson está agora sozinho na segunda colocação geral, a 9 pontos do primeiro colocado. Frederik Aegidius, com a vitória do 20.2, assumiu a terceira colocação. O campeão dos Games e do Open em 2019, Mathew Fraser, ocupa atualmente a 12a colocação geral tendo feito 960 reps, o que lhe deu a 40a colocação nesse workout, 66 reps acima do resultado de Malheiros .

Enable Notifications    Ok No thanks