Tia toomey e Vellner são os campeões do Rogue invitational 2020

Compartilhe

O Rogue Invitational 2020 chegou ao fim após um final de semana animador para os fãs de CrossFit. Com um modelo totalmente inovador, a competição online foi aprovada pelos telespectadores e atletas que puderam sentir novamente a adrenalina, mesmo que sozinhos em seus boxes, de um evento. A Rogue enviou uma equipe de mídia para cada local de preferência dos competidores com o propósito de transmitir, ao vivo, a disputa que cansagrou Patrick Vellner e Tia-Clair Toomey como os campeões.


Masculino:

Sem a presença de Matthew Fraser, tetracampeão do CrossFit Games, o canadense Patrick Vellner se manteve consistente durante toda a competição. Muito elogiado pelo seu LPO, Vellner venceu os eventos 2 e 3, com o pior resultado dentre todas as provas um 7 lugar na prova de C&J após ser derrotado no desempate. Os destaques individuais ficaram para Lukas Hogberg e Chandler Smith levantando 360 lbs no evento de Clean&Jerk, Colten Merterns dominando a prova 6 com o tempo de 2:42 e o 2 lugar geral de Bjogvin Karl Gudmundsson.

Feminino:

Que deu a lógica, todos nós sabemos. Tia-Clair Toomey foi a campeã realizando provas impecáveis. Porém, alguns pontos positivos entre as outras atletas também foram vistos. Halley Adams, de apenas 19 anos, impressionou à todos com sua performace vencendo o evento 3 e disputando até o fim com as melhores e mais bem preparadas atletas do mundo. Kara Saunders, que foi mãe há pouco tempo, superou o desafio de realizar as provas durante a madrugada diretamente da Austrália. E por último (mas não menos importante), a mulher que nos fez aplaudir os espetaculares 211 reps no evento 2: Sam Briggs. No auge dos seus 38 anos, a experiente atleta não deu margem para questionamentos e realizou uma prova sensacional.

Curiosidades:

  • Tia e Vellner, ambos com 630 pontos, levaram a bolada de $50.000 pelo primeiro lugar geral, além de mais $5.000 pela liderança em cada prova que venceram;
  • Tia Clair e Sara Sigmundsdottir repetiram o pódio da primeira edição da Rogue Invitational permanecendo na mesma colocação;
  • Mertens se juntou a Vellner como o único atleta masculino a vencer vários eventos. Ele ficou em nono, levando para casa $ 3.000, incluindo $ 1.000 para cada vitória no evento.
  • Jacob Heppner, que começou o dia em segundo lugar, ficou em 13º lugar nos três últimos wods, terminando em sétimo;
  • Smith (530 pontos) e Panchik (480 pontos) completaram os cinco primeiros;
  • Sigmundsdottir conquistou o 13º pódio da carreira;
  • Toomey registrou quatro vitórias em eventos e tem oito no total em seus dois Rogue Invitationals;
  • Simmonds caiu do segundo lugar após o primeiro dia para o quarto lugar depois de lutar no segundo dia. Ela registrou dois sextos lugares e um nono no último dia da competição.

Classificação geral

  1. Tia-Clair Toomey (630) | Patrick Vellner (630)
  2. Sara Sigmundsdottir (555) | Björgvin Karl Guđmundsson (555)
  3. Kara Saunders (540) | Noah Ohlsen (555)
  4. Jamie Simmonds (525) | Chandler Smith (530)
  5. Laura Horvath (510) | Saxon Panchik (480)
  6. Carolyne Prevost (485) | Adrian Mundwiler (450)
  7. Amanda Barnhart (485) | Jacob Heppner (440)
  8. Haley Adams (435) | Alexandre Caron (440)
  9. Kristin Holte (430) | Colten Mertens (405)
  10. Brooke Wells (410) | Ben Smith (395)