Ele impressionou a todos na primeira fase dos Games ao ficar na 3a colocação: conheça Justin Medeiros

Compartilhe

(Full English version at the end)

Com apenas 21 anos, ele surpreendeu todo mundo nesse final de semana na etapa online dos CrossFit Games. Após ter vencido nomes de peso no CrossFit Filthy 150, Justin Medeiros (@justin_medeiros34) provou que o acontecido na Irlanda não foi sorte. Ele é dono de um singular cabelo e, pelo que conversei com ele: uma vez com “mullets”, não há mais volta. Ele já ganhou esse ano o premio de rookie (estreante) do ano e vai dar muito trabalho no Rancho, em Aromas. Conheça Justin Medeiros:

Perfil Rápido

Nome: Justin Medeiros
Em qual afiliada da CrossFit você treina? CrossFit Fort Vancouver
Há quanto tempo você treina CrossFit? 8 anos
Qual é o seu benchmark favorito? Cindy
Qual o seu ponto forte no CrossFit? Eu amo movimentos em overhead e objetos estranhos
Qual o seu ponto fraco? Treino para não ter nenhum!
Quais são os 3 objetos obrigatórios na sua mala de CrossFit? Lanches, grips e hipervolt [nota do HugoCross: arma para massagem]
Qual o seu PR de Cleand e Jerk? 350 libras
Qual é o seu PR de snatch? 282 libras

HC: A maioria dos atletas de elite de CrossFit tem experiência em esportes. Quais são os seus antecedentes? Como o CrossFit entrou na sua vida?

JM: Eu cresci treinando luta e jogando football. Comecei a fazer CrossFit após o treino, nos finais de semana e durante o verão para ajudar a melhorar meu desempenho nesses esportes.

HC: Recentemente, você postou um vídeo em sua conta do Instagram informando que começou o CrossFit há 8 anos (você teria cerca de 12-13 anos!). quando você decidiu se tornar um atleta profissional?

JM: Em 2015, fui voluntário nos CrossFit Games e foi uma experiência incrível. Acendeu um fogo dentro de mim para um dia competir nos CrossFit Games. Estabeleci uma meta interna de tentar chegar lá quando me formasse na faculdade. Atualmente, sou um estudante em tempo integral na Boise State University no meu último ano. Eu finalmente consegui realizar isso este ano e, espero, muitos mais anos por vir.

HC: No ano passado, você quase se classificou depois de um quarto lugar nos Granite Games. Nesta temporada você garantiu sua vaga no primeiro evento sancionado vencendo grandes nomes e recebendo bastante atenção. Você esperava um resultado tão incrível no CrossFit Filthy 150? Você achou que isso colocou muita pressão em você?

JM: Meu objetivo nesta temporada era me qualificar para os CrossFit Games através do Open. Depois de não chegar ao top 20, eu me inscrevi em um sancionado todos os meses até os Games na esperança de garantir meu ingresso. Não esperava me classificar no primeiro sancionado, mas estava determinado a ir lá e dar o meu melhor. Eu não acho que isso colocou qualquer pressão sobre mim. Só me deu vontade de treinar ainda mais forte para ter um ótimo desempenho nos Games.

HC: Você treina no CrossFit Fort Vancouver, uma afiliada conhecida, que normalmente competia nos CrossFit Games por times. Como a proximidade com atletas tão incríveis melhorou seu condicionamento?

JM: Estou no CrossFit Fort Vancouver há um ano e meio e dei grandes saltos no meu condicionamento físico. Estar cercado por uma comunidade tão incrível realmente fez me empurrar mais forte em direção aos meus objetivos. Meu treinador Adam Neiffer criou um ambiente incrível que me permite todas as oportunidades de atingir meu potencial máximo e eu não poderia estar mais grato.

HC: A pandemia veio e tudo mudou. Como foi seu treinamento nesse período?

JM: O treinamento foi a única coisa consistente para mim durante a pandemia, então me permitiu fugir de toda a loucura e apenas treinar.

HC: Devido ao COVID 19, o formato dos Games mudou para online. Apesar de ter se saído bem no Filthy 150, você ficou em 68º lugar no Open. Então, ao analisar os possíveis top 5, a maioria das pessoas se concentrou nos resultados do Open e você acabou nos pegando de surpresa. Como você se preparou para enfrentar essa fase online dos Games?

JM: O open me mostrou que tenho muito espaço para crescer como atleta, então, desde então, tenho trabalhado em todos aqueles movimentos que me deram um desafio durante o Open. Sabendo que passei os últimos 9 meses trabalhando nesses pontos fracos, eu sabia que estava tão preparado quanto poderia estar.

HC: Você começou o primeiro dia no top 5 após os eventos 1 e 2, mas acabou caindo fora do top 5 após os eventos 3 e 4. Como isso afetou você no dia 2 dos Games?

JM: A maior parte do fim de semana me concentrei no próximo evento e o tratei como se fosse o evento final. Eu sabia que se pudesse sair de cada evento sabendo que dei tudo de mim, não ficaria desapontado com a classificação no final do fim de semana.

HC: Você disse em uma entrevista que queria se dar bem em seus primeiros Games e já está entre os 5 melhores e é o estreante do ano (rookie of the year). Está pensando em superar isso no estágio 2 dos games?

JM: Não quero definir meu sucesso na colocação que consigo no estágio dois. O meu sucesso será determinado pela minha preparação para o evento e sabendo que fui e competi e dei tudo o que tinha em cada treino.

HC: O que podemos esperar de Justin Medeiros no futuro?

JM: Você pode esperar um atleta faminto que estará se esforçando para elevar a barra do condicionamento físico nos próximos anos.

HC: Finalmente, qual seria o evento dos seus sonhos nos Games deste ano? Qual seria o seu pior pesadelo ??

JM: Estou animado com o que Dave tem a nos lançar. Contanto que não seja uma maratona de remo, estarei animado!

FULL ENGLISH VERSION

At just 21, he surprised everyone this weekend at the online stage of the CrossFit Games. After beatinge big names in CrossFit Filthy 150, Justin Medeiros proved that what happened in Ireland was not luck. He has an unique hair style in which, according to him: once you go “mullets”, there is no turning back. This year he already won the rookie of the year award and will give Games veterans a hard time at the ranch, in Aromas. This is a bit of Justin Medeiros:

Quick Profile

Name: Justin Medeiros
Which CrossFit Affiliate do you train at? CrossFit Fort Vancouver
How long have you been training CrossFit? 8 years
What is your favorite Benchmark? Cindy
What is your strength in CrossFit? I love overhead movements and odd object stuff
What is your weakness? Training to not have any!
What are the 3 must carry objects in your gym bag? Snacks, grips, and hypervolt
What is you clean and jerk PR? 350 lbs
What is your snatch PR? 282 lbs

HC: Most elite CrossFit athletes have a sport background. What is your background? How did CrossFit come into your life? 

JM: I grew up wrestling and playing football. I started doing CrossFit after practice, on the weekends and during the summer to help improve my performance in those sports.

HC: You recently posted a video at your Instagram account stating that you started CrossFit 8 years ago (you would be around 12-13 years old!). when did you decide to become a professional athlete?

 JM: In 2015 I volunteered at the CrossFit games and it was such an awesome experience. It lit a fire inside me to one day compete at the CrossFit games. I set an internal goal to try to get there by the time I graduated college.  I am currently a full-time student at Boise State University in my senior year.  I was finally able to accomplish that this year and hopefully many more years to come.

HC: Last year, you almost qualified after a fourth place at the Granite Games. This season you guaranteed your spot in the first sanctional event beating great names and getting a lot of attention. Did you expect such an amazing result at Filthy 150? Did you think that put a lot of pressure on you? 

JM: My goal this season was to qualify for the CrossFit games through the open. After not making the top 20, I signed up for a sanctional every month until the games in hopes of punching my ticket. I did not expect to qualify in the first sanctional, but I was determined to go out there and give it my all. I don’t think it put any pressure on me. It just made me want to train even harder to have a great performance at the games.

HC: You train at CrossFit Fort Vancouver, a well-known affiliate, which commonly competed at the CrossFit Games. How does the proximity with such amazing athletes improved your fitness? 

JM: I have been at CrossFit Fort Vancouver for a year and a half now and have made huge leaps in my fitness. Being surrounded with such an awesome community has truly made me push harder towards my goals. My coach Adam Neiffer has created an awesome environment that allows me every opportunity to reach my full potential and I could not be more grateful.

HC: The pandemic came and everything changed. How was your training during this period? 

JM: Training was the only thing that was consistent for me during the pandemic, so it allowed me to get away from all the craziness and just train.

HC: Due to COVID 19 the Games format changed to online. Even though you did great at Filthy 150, you placed 68th at the Open. So, when analyzing possible top 5, most people focused on the Open results and you ended up catching us all by surprise. How did you prepare to face this online stage at the Games?

JM: The open showed me that I have a lot of room to grow as an athlete so ever since then I have been hammering down on all those movements that gave me a challenge during the open. Knowing that I have spent the past 9 months working on those weaknesses, I knew I was as prepared as I could be.

HC: You started the first day at the top 5 after events 1 and 2 but ended up falling outside the top 5 after events 3 and 4. How did that affect you going on day 2 of the Games? 

JM: Most of the weekend I focused on the next workout and treated it like that was the final event. I knew that if I could walk away from each event knowing that I gave it my all I wouldn’t be disappointed at the leaderboard at the end of the weekend.

HC: You said on an interview that you wanted to do well at your first games, and you are already top 5 and rookie of the year. Planning on topping that at stage 2 of the Games?

JM: I don’t want to define my success on the placing I get in stage two. My success will be determined on my preparation for the event and knowing that I went and competed and gave everything I had on each work out.

HC: What can we expect from Justin Medeiros in the future? 

JM: You can expect a hungry athlete that will be pushing to raise the bar of fitness for years to come.

HC: Finally, what would be your dream event at this year’s game? What would be your worst nightmare??

JM: I am excited for what Dave has to throw at us. As long as its not a marathon row, I will be pumped!

Enable Notifications    Ok No thanks