O que aconteceu com Sara Sigmundsdottir nos CrossFit Games 2020?

Compartilhe

Em uma série de três posts em seu Instagram, Sara Sigmundsdottir (@sarasigmunds) contou um pouco sobre o que ocorreu com ela durante os Games. Ela já inicia o primeiro post parabenizando as 5 colocadas para a etapa final e falando que o que ela não está dando desculpas para o mau desempenho, mas decidiu compartilhar o que de fato ocorreu.

Em maio deste ano, ela acabou batendo a canela durante um box jump que a levou a tomar 12 pontos no local. Como estava a apenas algumas semanas do Rogue Invitational, ela não fez o repouso necessário e continuou a treinar. Isso a levou a um segundo lugar naquele evento.

Contudo, 8 semanas depois que o machucado curou completamente, houve uma infecção e um inchaço no local que progrediu muito rapidamente. Isso a levou a fazer uma pequena cirurgia e a tomar muito antibiótico.

Quando ela estava pronta a treinar novamente, ela não estava mais se sentindo normal. Foi quando seu nutricionista sugeriu que ela tenha desenvolvido um problema de cortisol como um resultado da infecção. Ele descreveu os sintomas referentes a insuficiência adrenal primária e ela sentiu como se estivesse descrevendo a vida dela. Um pouco tarde demais ela fez os testes e viu que seu cortisol estava baixo demais.

Para vocês entenderem um pouco mais do problema, vamos à coluna que o Dr. Paulo Asaiag escreveu para o HugoCross sobre o cortisol:

“Cortisol, conhecido como hormônio do estresse, normalmente é associado no mundo esportivo como um hormônio maléfico pois, em grandes quantidades, ele leva ao catabolismo. Seu excesso leva a redução da atividade do GH (hormônio do crescimento) e da testosterona, perda de massa muscular, acumulo de gordura abdominal e osteoporose.

Entretanto ele é extremamente importante para a homeostase do organismo. É responsável pelo controle do estresse, redução das inflamações, auxilia no sistema imunológico e mantém os níveis constantes de açúcar no sangue e a pressão arterial . É devido à sua ação que o nosso corpo consegue responder de uma forma mais adequada e bem sucedida a situações de estresse que podem ameaçar sua integridade .

Por essa razão, níveis baixos de cortisol também não são interessantes. Quando sua produção é inadequada, pode levar a quadros como cansaço crônico com piora progressiva, fraqueza muscular, dor muscular e articular, tonturas, febre, suor excessivo, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, perda de apetite, perda de peso e hipotensão.

Sua deficiência pode ocorrer por uma produção inadequada ou insuficiente da glândula supra renal (Insuficiência Adrenal Primária – Addison) ou por secreção inapropriada do ACTH –Hormônio Adrenocorticotrófico (IA secundária).

Uma boa alimentação, repouso adequado, treinamento físico periodizado e sono são fatores importantes para manutenção da correta produção do cortisol.”

Apesar de não estar satisfeita com o resultado dos Games, Sara se dizfeliz por entender o porquê de sua situação e como pode melhorar de agora em diante.

Escreveu Sergio Sanchez com e/para a coluna do

Paulo Eduardo Asaiag
Formado em Educação Física pela PUCPR
Formado em Medicina pela Faculdade Evangélica Mackenzie do Paraná
Pós Graduado em Medicina do Esporte e Nutrologia
Contato (41) 98437-6440

Enable Notifications    Ok No thanks