Ajudando a Luana a crescer

Compartilhe

Essa matéria foi escrita em parceria com a Hora do Burpee.

O CrossFit traz em uma de suas diretrizes a questão da ajuda social. Assim foi e vem sendo durante toda a pandemia vivida em 2020. Diversos boxes vem ajudando a tornar a vida de quem necessita mais fácil. Aliás, a comunidade do CrossFit já conseguiu atingir grandes números e ajudas com doações, eventos beneficentes, entre outras coisas.

Pensando nisso, Daniela Vaz, aluna da academia Techbox, no Rio de Janeiro, resolveu criar uma vakinha online para ajudar a filha Luana. A literalmente pequena criança sofre de deleção dos receptores de hormônio do crescimento. Simplificando, o corpo dela rejeita os hormônios do crescimento, com isso, embora seja uma criança de seis anos de idade, ela possui o tamanho de uma criança de apenas dois anos. O que já vem trazendo malefícios para ela tanto nas questões sociais como em sua saúde.

“Ela começou a entender a sua condição e a sofrer por se sentir diferente dos amiguinhos. Ela é apontada como menor, inicialmente em estatura, mas depois começa a se achar inferior, a não querer ir mais para a creche, nem para festinhas”, conta a mãe de Luana. Outro ponto destacado pela mãe está em pequenos pontos, como ela nunca ser escolhida para ser a ‘mãe’ nas brincadeiras com as amigas ou ser a última escolhida para os times, uma vez que seu porte físico há deixa em desvantagem.

Já em relação a sua saúde, Daniele explica: “a estatura dela, já prejudica a evolução de seus órgãos internos, que correm o risco de compressão e atrofia por falta de espaço na cavidade abdominal. Ela já sente dores abdominais e sua necessidade de crescer é urgente”.

A cura para Luana

Para vencer essa etapa complicada na vida da pequena Luana que atualmente possui 99 cm e pesa 13,800 Kg, é necessário que se faça um tratamento com injeções diárias de hormônio do crescimento. Contudo, esse tratamento deverá durar até os 16 anos de idade. Porém, o tratamento deve ser pago e a família não consegue custear 100% do valor que é estimado em R$ 300 mil.

“Além do hormônio do crescimento será necessário em breve iniciar outro medicamento injetável. Esse é para retardar a chegada da menstruação, que encurtaria o tempo de crescimento da Luana”, conta Daniele.

2Lu!

Diferente de se vitimar, a própria Luana teve uma ideia que deixou a mãe emocionada. “Ele tem um brinquedinho para fazer bijuterias. Quando a gente contou o que estava acontecendo, ela mesmo virou para mim e disse: ‘mamãe vou fazer então pulseiras para vender para ganhar dinheiro para o meu tratamento'”.

Dessa forma então nasceu a loja online 2Lu!. A loja vende pulseiras e colares temáticos onde todo o valor é revertido para ajudar no tratamento de Luana. Para quem quiser ajudar o projeto “Ajude a Luana a crescer”, poderá fazer seu pedido pelo Instagram da loja ou pela Vakinha Online.

Enable Notifications    OK No thanks