A polêmica relação entre Rich Froning e Mat Fraser

Compartilhe

Em uma recente entrevista ao podcast de Darren Woodson, Mat Fraser (atual pentacampeão dos CrossFit Games) deu uma declaração que deixou muitos no meio surpresos. Quando indagado sobre como é a relação entre ele e Rich Froning (tetracampeão dos Games tanto no individual quanto nos times), ele disse: “eu moro em Cookeville há 3 anos [a cidade que Rich Froning mora] e Rich não fala comigo há dois anos e meio”. Cookeville fica no estado do Tenesse, que não cobra imposto sobre prêmios, o que torna interessante para os atletas.

O estranho disso tudo, de acordo com Fraser, é que ele não sabe o que aconteceu. Ele perguntou mas não obteve resposta do motivo. Ele também relata que viu Rich fazer isso com outras 3-4 pessoas. Ele contou que uns 5-6 meses após ter se mudado, ele percebeu algumas coisas estranhas e tentou conversar com Froning e ver se estava tudo bem, mas não obteve resposta do porquê que foi expulso de tudo, do grupo de atletas ou do treino com o time. Ele chegou a pegar suas coisas e ir para Vermont e considerou não voltar mais. Contudo, com a mudança de Tia e Shane (atual tetracampeã dos Games e seu marido e treinador) para Cookeville, ele decidiu ficar.

Por sinal, quando Tia se mudou, Fraser disse não quis atrapalhar a relação dela com Froning. Afinal, nem ele sabia o que tinha ocorrido. Mas nesta temporada, eles tiveram dois campeonatos online e não puderam fazer as provas na Mayheem (box de Rich Froning). Tia ainda perguntou se eles poderiam continuar treinando na Mayheem por causa das competições e recebeu uma resposta negativa de Froning, com o argumento que se ninguém poderia treinar (nem os alunos pagantes), eles também não poderiam. Mas quando Tia foi pegar um material lá, ela encontrou o box cheio de pessoas: Rich e seus amigos treinando.

Vale lembrar que quando Fraser entrou no cenário mundial, em 2014, ele começou com um segundo lugar, perdendo apenas para Rich Froning. Ele relatou que nesse ano ele era tão novato que ele nadou praticamente de lado, pois não sabia nadar direito, e nem se preocupou com a alimentação. E acabou sentindo isso nas últimas provas. Fora o fato que ele treinava bem menos pois tinha um trabalho numa empresa de engenharia aeroespacial – empresa ligada a mísseis.

Fraser ainda relatou que sempre foi respeitoso nas comparações dele com Froning, falando que cada um teve sua carreira. Mas ressaltou como o esporte mudou e cresceu com cargas cada vez mais elevadas. O que era um bom clean e jerk na época do Froning hoje é um snatch. Eles, Rich e Mat, até pensaram em projeto juntos. Mas um dia ele foi retirado do grupo de chat. E quem treinasse com Fraser em uma dia era posteriormente também retirado do grupo, de acordo com Mat.

Ele até foi indagado por Darren se o problema não era por serem os dois maiores tletas da história juntos e se não teria tensão natural. Dois machos alfa juntos poderiam dar problema. Fraser respondeu com uma pergunta: “você já viu um macho alfa dar o tratamento de silêncio a outro macho alfa?” Fraser acha que se há algum problema, o mesmo deveria ser resolvido. Ele ainda mencionou que alguns outros nomes surgiram como pessoas que tentaram atrapalhar sua carreira ou colocar pedras em seu caminho.

Um dos exemplos que realmentechocou muitas pessoas a época foi que Tia-Clair não fez o Rogue Invitational na Mayheem. Mas em outro box. E quando indagada sobre o porquê, era porque não estava permitido de competir lá, na Mayheem. E foram avisados isso apenas 3 dias antes da competição.

Fraser terminou essa parte falando da frase que tem em sua garagem: “Sucesso é a melhor vingança”

Nos comentários do vídeo no Youtube, há 3 comentários defendendo o dono da Mayheem. Um que seria o do pai do Rich Froning, o Rich Froning Sr.,  que afirma:

“Este é Rich Froning Sr. Depois de escutar o podcast tudo que posso dizer são duas coisas:

  1. Eu estaria mais que feliz de providenciar um contexto maior sobre a situação de Cookeville/Mayheem
  2. Mat, eu estou extremamente desapontado com seus comentários! Inacreditável. Vou te mandar uma mensagem.”

Outras duas pessoas saíram para a defesa de Rich Froning. Uma foi Eryc Lynch, que afirmou que algumas coisas precisavam ser esclarecidas:

  1. “Mat e Tia treinavam regularmente na Mayheem em horários que o box não estava aberto ao público. Se Rich realmente tivesse algum problema com Mat, ele poderia ter vetado isso facilmente.
  2. Eu fui até a CF Mayheem um dia que Mat e Tia estavam treinando lá. E Rich estava no prédio com Chyna e Tasia [duas atletas do Time do Rich Froning]
  3. Quando Tia foi pegar o equipamento, foi na época que a Mayheem estava fazendo lives com 2-3 treinos diários durante a quarentena. Isso pode ser facilmente o que estava acontecendo lá.
  4. Haley Adams também foi proibida de fazer qualquer competição online na Mayheem por que estava acontecendo cursos de level 1 nos mesmos finais de semana das duas competições.”

Por fim, Taylor Raimo, que afirma ter treinado lá por 5 anos, disse que Froning é o oposto do que se está desenhando depois de ter ouvido o podcast. Que “ele seria a pessoa que te daria a própria camiseta para te ajudar com qualquer coisa e não esperaria nada em retorno. Escutar ele sendo destruído assim é uma vergonha incrível. Se isso era um problema, por que demorou tanto tempo para ser exposto?”

O perfil do Youtube do Rich Froning Sr. Contudo não nos permite afirmar se é dele de fato ou se alguém fez um perfil falso. Pois há penas 4 inscritos e nenhum vídeo. Pode ser que o mesmo o tenha criado apenas para comentar o vídeo do podcast. Não temos certeza também do nível de proximidade de que Eric e Taylor teriam de Rich Froning para defendê-lo.

Resta apenas falar que toda história de fato tem dois lados e que enquanto não houver uma declaração oficial de Froning ou algo da Tia corroborando, nos resta acreditar ou não em Mat Fraser.

Enable Notifications    OK No thanks