Atualização: Número de afiliados da CrossFit diminui no Brasil (-15%) e no mundo (-7%)

Esse post é uma atualização da nossa análise de junho de 2020 onde comparamos o crescimento do numero de afiliados no Brasil e no mundo.

Assim como em 2020, os dados que usamos foram retirados com base no mapa de afiliados disponível CrossFit*. Dessa vez preparamos para vocês uma matéria abordando os números de boxes afiliados da CrossFit entre Junho de 2020 e janeiro de 2021.

Esses dados foram extraídos por nós e deve-se levar aqui em conta algumas considerações:

  • Pandemia e Declarações do ex-CEO e dono: o ano de 2020 foi bem enrolado pra CrossFit, além da pandemia tivemos as declarações do ex-CEO, Greg Glassman e muitos boxes informaram que estariam se desfiliando. Alguns voltaram atrás com o anúncio da venda da CrossFit.
  • Dados atualizados: os dados de desfiliação podem demorar a aparecer no mapa.
  • Dados específicos do Brasil não estão disponíveis facilmente de anos anteriores. Ao contrário dos dados mundiais publicados pela própria CF até 2018;

Números da CrossFit no Brasil

No geral, a CrossFit tinha 1043 boxes afiliados em junho de 2020 (data que puxamos os dados do mapa a última vez). Agora em 18 de Janeiro de 2021 esse número caiu para 909 (perda de quase 15%). Essa redução de 15% só não foi maior devido ao número de novos afiliados que chegou a 32 em todo o país. Isolamos o Brasil para que todos possam ter uma real ideia de como foram os ganhos e as perdas no nosso país.

Destaques negativos:

  • 46 boxes foi o número de baixas em São Paulo. Santa Catarina vem em seguida com 13 boxes a menos e Minas Gerais em terceiro com 10;
  • 24% foi redução relativa no número de afiliados no Pernambuco caindo de 38 para 29 boxes afiliados;
  • 50% foi a perda relativa para Sergipe e Rondônia que caíram de 4 para 2 e de 2 para 1 afiliados respectivamente.
  • Nenhum estado deve aumento positivo. Ou seja, mesmo os que ganharam novos afiliados acabaram perdendo um número igual ou maior de afiliados.

Destaques positivos:

  • 32 novos boxes se afiliaram a CrossFit. Entre eles estão unidades adicionais de boxes já conhecidos. Sim, cada unidade precisa pagar uma licença separada para a CrossFit.
  • 9 estados mantiveram o mesmo número de afiliados, destaque para o Goiás que continuou com 25 afiliados;

Números da CrossFit no mundo

Em escala mundial, a Crossfit também teve uma redução considerável em seus números. Em junho de 2020 contavam com 14.679 boxes. Já em Janeiro de 2021, o número de afiliados mundiais caiu para 13.605, resultando numa redução de 7%. Veja abaixo os principais destaques:

  • 635 e 133 foram o número de boxes que se desfiliaram nos Estados Unidos e no Brasil, respectivamente. Os dois países lideraram liderando o ranking de desfiliações quantitativas, caindo de 6860 para 6225 afiliados nos EUA e de 1043 para 909 no Brasil.
  • 88, 40 e 36 foram o número de boxes que se desfiliaram da CrossFit no Canadá, China e Reino Unido respectivamente. Uma perda considerável para a CrossFit nesses países. Na China a perda foi de aproximadamente 31% caindo de 129 para 89 afiliados.
Países com queda no número de afiliados

Por outro lado, alguns países expandiram seus números:

  • 20 países tiveram aumento no número de afiliados.
  • 22 foram o número de novos afiliados na França passando para 609 afiliados. A França que continua em expansão, pois na análise anterior tinha crescido 33 boxes entre 2019 e 2020.
  • 6,4,4 novos afiliados na Bélgica, Suécia e Finlândia.
Países com aumento no número de afiliados a CrossFit

E quais motivos um box se desfiliaria?

Aqui só podemos especular. Acreditamos que essas perdas estão vinculadas a algumas situações:

  • A alta do dólar (que aumenta significativamente o custo da afiliação de U$ 3000 apesar de que para os Brasil a crossfit criou um novo preço de XXXX), a divergência entre custo benefício nas afiliações e, obviamente, a pandemia global que ocasionou em grandes prejuízos para diversas pessoas.
  • As declarações racistas do antigo dono e fundador da CrossFit – Greg Glassman também pode ter ocasionado perda de afiliados. Sabemos que nos EUA e Canadá, muitos boxes informaram publicamente que estavam saído por esse motivo.
  • Boxes que já estão com nome consolidado e possuem diversas unidades podem optar por não usar mais a marca CrossFit e dificilmente um aluno deixaria de treinar alí. Foi o caso do box NC FIT, do Campeão Jason Khalipa.

Nós, da equipe HugoCross, achamos alta a redução de 15% no Brasil, tendo em vista que a curva vinha em uma ascendente nos últimos anos e o Brasil passou a ser o 2o maior país em número de afiliados. Porém é bastante justificável pelos fatos descritos acima.

Vale salientar que a CrossFit tem feito ações com o objetivo de trazer os afiliados de volta no Brasil. Por exemplo, reduzil de US$3.000,00 para US$ 2250,00 o valor da afiliação e permitiu o parcelamento em até 12 vezes. Além disso anunciou que prepara novas ações relacionadas aos cursos da CrossFit no país. Com o Open chegando e a volta do torneio de afiliadas nos CrossFit Games, é de se esperar que alguns boxes voltem a se filiar. Vamos aguaradar para ver como ficam esses número daqui uns meses.

No mundo essa redução é ainda mais crítica, já que a média de crescimento dos últimos 5 anos até 2019s foi de aproximadamente 6%.

Qual a sua opinião sobre isso? Acham normal essas perdas? O ano de 2020 colaborou muito para essas baixas? Deixe seu comentário!



* A CrossFit não divulga todos os dados de afiliados por país ou estados. Então fizemos o download de todos os boxes afiliados listados no mapa de afiliados que é disponibilizado pela CrossFit. Isso significa que os dados podem estar desatualizados e não refletir o numero real de afiliados. Porém acreditamos que uma noção do que está acontecendo. Checamos dados de boxes que sabemos que deixaram de ser filiados e de novos boxes que abriram recentemente e tudo indica que as atualizações ao mapa são feitas com alguma frequência.

Enable Notifications    OK No thanks