Classificados para os NoBull CrossFit Games 2021 nas semifinais europeias

Compartilhe

Ainda com muitas restrições causadas pela covid 19, as três semifinais do Crossfit games marcadas para o final de semana passado (11-13/06) tiveram de ocorrer online. Além do BCC já abordado de maneira ampla na matéria anterior, tivemos a realização do Lowlands Throwdown e do German Throwdown que tiveram as mesmas provas da seletiva sul americana, diferenciando apenas o número de classificados aos games. No BCC os dois primeiros de cada categoria garantiam vagas aos games. Já nas duas semifinais Europeias cada categoria garantia 5 vagas para o Crossfit Games 2021.

Lowlands Throwdown

Individual Masculino

Nessa categoria, Björgvin Karl Guðmundsson, que já disputou 6 Games e conseguiu dois pódios nos Games (3o em 2015 e 2019), confirmou seu favoritismo mesmo com dois resultados fora do top 10, no evento 1 e no evento 4, ambos na 11º posição,. Contudo, ele conseguiu vencer o evento 2 e garantir mais dois 2º lugares no evento 3 e 5, o que se mostrou suficiente para vencer o campeonato. Apenas a oito pontos atrás, o segundo lugar Adrian Mundwiler se destacou vencendo o evento 1 e ficando com mais dois 3º lugares nos eventos 4 e 6. Assim ele volta aos Games em 2020 para a sua 4a participação.

Em terceiro lugar, tivemos um empate entre Uldis Upenieks e Sam Stewart ambos somando 456 pontos e fechando a lista dos classificados aos games na categoria masculina no Lowlands Throwdown tivemos o finlandês Henrik Haapalainen ficando na 5º posição. Uldis retornará aos Games após sua participação em 2019 como campeão nacional da Latvia enquanto Sam e Henrik farão sua estreia esse ano.

Lukas Grouleff, Ioanis Papadopoulos e Jakub Cieslik vão disputar o Last Chance Qualifier. Ficaram de fora o sueco e ex atleta Games (1 vez por time e uma no individual) Simon Mantyla 15a colocação e o recém papai, marido de Annie Thorisdottir, Frederik Aegidius. Aegidius já disputou 5 Games sendo o último em 2019 ficando a péssima 140o colocação.

Individual Feminino

Dentre as mulheres o destaque ficou com Emma McQuaid que venceu o evento 3, mostrando um domínio absurdo nas argolas e nos Double unders, pegou o segundo lugar no evento 1 e fechou sua partição com dois 3º lugares nos dois últimos eventos do campeonato, somando assim 548 pontos e vencendo o campeonato. Emma disputou seu primeiro Games em 2019 como campeã da Irlanda e agora vai ter a chance de se apresentar em todas as provas pela primeira vez. O segundo lugar ficou com Laura Horváth, vice campeã dos Games de 2018, que mesmo com uma performance impressionante, vencendo 3 eventos (1-4-5), teve um 9º lugar no evento 3 que custou caro e deixou a húngara a 4 pontos da primeira colocada. Ansioso para ver se Laura finalmente conseguiu superar seus problemas com strict HSPU, que não teve nessas semifinais.

Na terceira colocação tivemos um novo empate desta vez entre Annie Thorisdottir e Gabriela Migała. Dentre as duas o grande destaque foi a volta de Annie aos games após quase 10 meses em que deu a luz a sua filha Freyja. Ela já foi campeã dos Games duas vezes, teve dois segundos lugar, e um terceiro e está indo para seu 11o CrossFit Games. Gabriela irá disputar o seu 3o Games, o segundo na elite (o seu primeiro foi como atleta teen). Para fechar a lista de 5 classificas aos games, temos a islandesa Thuridur Erla Helgadottir, que surpreendeu e estará disputando seu 6o Games esse ano. Apesar de ser mega veterana, ela tem um histórico pouco regular, tendo ido a primeira vez aos Games em 2012 e tem a melhor colocação um 9o em 2019.

Karin Freyová, Elena Sanahuja e Manon Angonese disputarão o Last Chance Qualifier.

Times

Na categoria times, a primeira colocação ficou com CrossFit Nordic que venceu o primeiro evento e somou mais dois 2º lugares no evento 3 e 5 e assim conseguiram vencer o campeonato. Em segundo lugar a apenas 15 pontos, temos Equipe CrossFit Holistic que empatou na primeira prova com Nordic porem um 9º lugar no evento 3 custou muito caro a somatória de pontos finais. Na terceira colocação ficou a equipe Motion, que mesmo vencendo incríveis 3 eventos (3-4-5) teve péssimas atuações no evento 2 com um 9º lugar e no evento 6 com 10º lugar conseguiu somar apenas o suficiente para fechar o campeonato no 3º lugar, fechando a lista das 5 classificadas temos as equipes Butchers Lab T-Bone e Bergen Limitless.

German Throwdown

Individual Masculino

Na categoria masculina, o grande favorito Jonne Koski foi sólido durante todo evento, vencendo as provas 3 e 6 e fincando em 2º lugar nos eventos 1,2 e 5 e com isso garantiu a primeira colocação do campeonato com facilidade. Jonne nunca foi muito regular nos Games mas vai ter a sua 6a chance de mostrar a que veio. O segundo e terceiro lugar ficaram com os irmãos e novatos Lazar Đukić e Luka Đukić da Sérvia. Destaque para Lazar que venceu o evento 2 e o evento 5.

Na quarta colocação tivemos um novo empate, desta vez entre André Houdet e Giorgos Karavis com 437 pontos, ambos farão sua estreia nos Games esse ano. Ficou de fora o veterano de Games Lucas Esslinger (que já disputou 4 vezes) e Elliot Simmonds, que já disputou os Games 3 vezes (uma delas por times e conquistando o 3o lugar geral).

Fabian Beneito, Alex Kotoulas e Joshua Al-Chamaa vão disputar o Last Chance Qualifier.

Individual Feminino

Dentre as mulheres a vitória ficou com a veterana Kristin Holte que venceu 4 eventos dos seis além de um terceiro e um sexto lugar. Esse será o 7o Games dela presencialmente, tendo a chance de lutar por subir no pódio novamente após o segundo lugar em 2019. Na segunda colocação tivemos Jacqueline Dahlstrøm que formou uma dobradinha da Noruega no Germam Throwdown. A melhor prova de Jacqueline foi o evento 1 onde ela venceu. Nos demais eventos, ela ficou todos entre as 4 primeiras, demostrando ser uma atleta consistente. Esse será o seu segundo Games após um 45o lugar em 2019.

Na terceira colocação temos um nome muito forte no Crossfit ,a campeão do Crossfit games em 2015 e 2016 Katrin Davidsdottir. Seu melhor resultado foi a vitória no evento 4, fazendo 21 snatches com 165 lbs. Assim, ela voltará para seu 9o Games, após um 3o lugar em 2018, um 4o em 2019 e um 2o em 2020. Na quarta colocação ficou Emilia Leppӓnen, que tem um Games na bagagem em 2019 como campeã da Finlândia. Fechando a lista de classificadas aos Games temos a veterana Sam Briggs. Sim, aos 39 anos Sam Briggs, que foi campeã em 2013, vai para seu 10o Games presencial, 9o na elite (um foi na master 35-39). Isso ocorreu apó suma revisão na terça-feira à noite que penalizou Emma Tall e deu a última vaga para Sam Brigs.

Evie Hollis, Matilde Garnes, Oihana Moya (que está empatada em 8o com Emma Tall – será que ela vai tmbém?), devem disputar o Last Chance Qualifier.

Times

O primeiro lugar ficou com CrossFit Oslo Wolfpack que venceu dois eventos (2-4) e permaneceu entre os top 4 nos demais eventos e garantiu a primeira colocação no leaderboard final. A segunda colocação ficou com The Athlete Program seguido por From the Port na terceira colocação, na quarta colocação tivemos o 4º empate do final de semana, desta vez entre Team CrossFit Genas e AOD Fitness e ambos garantiram a sua vaga aos games.

Enable Notifications    OK No thanks