A aniversariante do dia já se provou mais do que capaz de fazer bonito nos CrossFit Games: conheça Laís Telles

Compartilhe

A garota que hoje completa 17 anos passou por momentos de tensão nos últimos dias. Com dificuldade de marcar o visto emergencial, Laís Telles (@laistellescf) quase viu seu sonho de finalmente competir nos CrossFit Games se esvair. Finalmente por que ela teria se classificado em 2019 (se fossem 20 como era antes) e se classificou ano passado, mas veio a pandemia. Mas com o visto garantido, essa jovem porém experiente atleta vai ter muito a mostrar nos Games. Ela foi segundo lugar ano passado no TCB, em sua segunda participação no evento. E mais….devido à uma cirurgia no joelho de Susana Etto (@susanaettocf), Laís teve que substituí-la nas quartas de final dos times, duas semanas antes do age group online qualifier. Ela não apenas ajudou o time (agora já em Madison) a se classificar para o BCC, mas se classificaram em primeiro. Conheça um pouco mais dessa atleta que ainda nos dará muito orgulho na entrevista. Ah…e feliz aniversário Laís.

Nome: Laís Telles
Qual afiliada você treina?  Etto CrossFi (@ettocrossfit)
Há quanto tempo você treina o CrossFit? 4 anos e meio
Qual é o seu benchmark favorito?  Cindy
Qual é o seu ponto forte no CrossFit?  Ginásticos
Qual é o seu ponto fraco no CrossFit?  Remo
Quais são os 3 devem carregar objetos em sua mala de ginástica?
Joelheira, munhequeira e tape de dedo. 
Qual o seu PR de snatch? 165 lbs
Qual o seu PR de Clean and jerk? 205 lbs 
Qual o seu background esportivo? CrossFit

HC: Laís, comecei a entrevista do Miguel, falando que ele era azarado. E acho que posso dizer o mesmo de você. Quando pode tentar os Games pela primeira vez aos 14 anos você ficou em 14º após o Age Group Online Qualifier. Mas naquele ano tinha reduzido de 20 para 10 atletas. Aí ano passado você se classificou em 5º e veio a COVID-19. Mas esse ano você finalmente conseguiu ir aos 16 anos. Me explica, agora, qual a sensação de finalmente poder realizar esse sonho?
É uma sensação maravilhosa, de dever cumprido. Eu vejo toda essa experiência de não conseguir ir dois anos seguidos e finalmente ir esse ano como o fechamento de um ciclo, é uma coisa q sempre sonhei e lutei muito para conseguir então estar lá me abriu novos horizontes e me permitiu sonhar maior!

HC: Qual o papel da sua família nessa sua conquista?
Minha família me apoia muito, mais do que deveriam sinceramente rsrs E sou muito grata por eles, e por tudo q fazem por mim não estaria aqui sem eles. Me apoiam nos momentos bons e me erguem nos momentos ruins, então essa conquista não foi só minha é deles também.

HC: Você é treinada pelo Alberto Neto, o mesmo do time Fourmixx e você treina junto com eles e a Maria Livia que também está indo aos Games na mesma categoria que a sua. Como essa experiência de treinar com eles e ter o Net como coach te ajudou nessa conquista?
É incrível! Todos eles me ajudam muito a crescer como atleta e como pessoa. Poder treinar ao lado de atletas de tão alto nível e ainda poder chamá-los de amigos é uma sensação q nem sei como descrever e, além disso poder estar do lado do melhor coach do Brasil (pelo menos pra mim rsrs) e poder aprender com ele só me faz evoluir.

HC: Durante as quartas-de-final para os times, você substituiu a Susana Etto (que operou o joelho) e garantiu a classificação para o BCC do time Fourmixx em primeiro lugar. Conte um pouco como foi essa experiência de competir no mesmo time com nomes como Anita Pravatti, Fábio Dechichi e Mateus Ferro? E mais….substituir ninguém menos que Susana Etto.
Foi uma honra poder competir ao lado deles, a gente treina junto mas competir é totalmente diferente. Além disso eu diria q foi um ato de extrema confiança do time em mim, afinal substituir ninguém menos que Susana Etto é uma grande responsabilidade, mas em nenhum momento eles duvidaram de mim e me deixaram super tranquila durante a competição toda. A gente foi com a intenção de só ficar entre os 20 mas no final ficamos em 1º lugar, então acho q deu bom.

HC: As quartas-de-final de times foi bem próxima do age group online qualifier. Você acha que isso te prejudicou de algum jeito ou te deu mais confiança?
Olha prejudicar não acho q prejudicou, mas não cheguei 100% ao qualifier. Durante esse ano tive algumas batalhas psicológicas comigo mesma, e perto do qualifier elas ficaram mais fortes. Então meu corpo conseguiu se recuperar uns 90% das quartas o que não me atrapalharia se minha mente estivesse tão bem quanto gostaria.

HC: Você não é estranha em competições, já tendo disputado dois TCBs e tendo ficado em 2º ano passado. Mas vai estrear internacionalmente já direto nos Games. Como está a expectativa?
Estou ansiosa e bem animada, quero que chegue logo! Vai ser incrível tenho certeza, ainda mais pq é realmente minha primeira competição internacional. Minha expectativa é só ir lá me divertir, aprender com essa experiência e dar o melhor de mim, mas se conseguir um top 10 não vou reclamar kkk

HC: O que podemos esperar de Laís Telles nos Games? Qual seria o seu workout dos sonhos? E qual seria seu pior pesadelo?
Podem ter certeza q vou dar o meu melhor, as meninas são muito boas então vai ser um grande desafio. Meu Wod dos sonhos acho q seria BMU, T2B e uns cleans pesados. Meu pior pesadelo seria maratona de remo.

HC: Esse não é o seu último ano na categoria teens. Podemos esperar mais de Laís nos próximos anos?
Com certeza! Como disse classificar para o games me fez sonhar maior, então pode ter certeza que ano que vem vou estar lá de novo e podem esperar me ver em mais competições internacionais.

Enable Notifications    OK No thanks