Problemas com a pontuação marcam os dois primeiros dias dos 2022 NOBULL CrossFit Games

Compartilhe

Na primeira prova, Bike To work, os atletas tinham que dar 5 voltas de 1 milha cada em dois momentos. Logo ficou nítido que alguns atletas deram voltas a menos que outros (e uma tinha dado voltas a mais). Erros podem acontecer e nesse caso não foi explicitado se o erro foi do atleta ou do judge. Mas levou u bom tempo até a CF verificar os vídeos, arrumar tudo e postar o resultado considerado por eles oficial. Até ai, tudo bem. Faz parte…apesar de que esse tipo de problema poderia ter sido antecipado.

Contudo, os problemas não pararam por aí. Ao fim do primeiro dia, quando postamos o leaderboard após três provas, Jonne Koski aparecia na terceira colocação. No início do segundo dia, Patrick Vellner estava na 3a colocação. Mesmo após termos indagado sobre, não houve uma resposta do porquê da mudança.

No segundo dia de Games, mais um problema. A pontuação da prova de corrida estava totalmente errada e incompleta para as mulheres e tinha 3 resultados bem errados para os homens. Para se ter uma noção, a prova que tinha um total de 1800m tinha resultados como 1 minuto e 32 segundos para Dallin Pepper. Haley Adams, que claramente havia terminado em primeiro, estava na 18a colocação. Esse problema, contudo, só foi corrido horas depois, quando já era sexta-feira no horário de Brasília. Sendo que a prova ocorreu às 17:00 hrs.

Durante a press conference que tivemos acesso, indagamos Justin Bergh, o gerente geral dos Games, sobre os problemas no sistema de pontuação, que respondeu: “Primeiro eu não acho que eles eram problemas persistentes. Portanto, corrigimos todos os problemas de contagem que podem ter ocorrido em qualquer evento. Em muitos casos os atletas tinham contas incorretas, e conseguimos conciliar isso, aqui é um ótimo lugar para disputar…[…]”.

Honestamente, ou ele achou que perguntamos apenas da prova 1 ou ele não está ciente do que está havendo durante os Games esse ano. Entendemos que problemas acontecem, mas a demora na solução e a falta de transparência atrapalha o evento, a CrossFit e nós da imprensa que queremos fazer o nosso trabalho da melhor forma. A única certeza pelo menos que creio que podemos ter é que eles estão buscando fazer o correto. Mas já passou da hora de assumir os erros e buscar melhorar. por que estamos sempre de olho.

Subscribe for notification